1) Relacione as duas colunas, associando o termo

May 31, 2017 | Author: Anonymous | Category: N/A
Share Embed Donate


Short Description

16 de set de 2008 - Essa substância gosmenta é ... ( X ) “ao longo de um ano, graças a esforços e determinação e impulso...

Description

1)  

Relacione as duas colunas, associando o termo destacado em cada frase  ao seu sinônimo correspondente.  A 



(1)​ “[...] com ele ​extinguiu-se​ a sua  espécie.” 

( 2 )C ​ onseguir 

(2)​ “o molusco l​ ograva ​deslocar-se  cerca de setenta centímetros.” 

( 5 )D ​ esabrochar, desenvolver-se 

(3)​ “Mais, teria sido uma  temeridade​.” 

( 4 )​ Ser que destrói outro  violentamente 

(4)​ “e de dia e de noite estava livre de  predadores.” 

( 1 )C ​ essar, acabar  

(5)​ “[...] em que milhares de ovos de  caracol preparam-se para ​eclodir​.” 

( 3 )A ​ udácia, falta de cuidado 

    Leia o texto a seguir, para responder à questão 2.    VELOCIDADE MÍNIMA  Para  se  mover,  lesmas  e  caracóis  contam  com  a  ajuda de uma espécie de  muco,  secretado  por  uma  glândula  localizada  na  barriga.  Essa  substância  gosmenta  é  importante  porque  ajuda  no  deslizamento  do  animal.  Eles  se  movem  lentamente,  fazendo  movimentos  ondulatórios,  como  as  cobras  e  as  minhocas.  Os  animais  menores  (de  até  1  milímetro  de  comprimento)  também  contam  com  a  ajuda  dos  milhares  de  cílios  localizados  na  barriga,  que  funcionam como uma sucessão de pezinhos.    VASCONCELOS, Yuri. ​Revista Super Interessante. S ​ ão Paulo,​ ​16 set 2008    2)  O  texto  acima  fala  sobre  a  locomoção  das  lesmas  e  caracóis,  dois  tipos  de  moluscos.    a) De acordo com o texto, como é a locomoção dos caracóis?  Lenta.  Eles  fazem  movimentos  ondulatórios,  assim  como  as  cobras  e  minhocas.  b) Marina  Colasanti,  em  seu  texto,  também  fala  da  locomoção  dos  caracóis,  destacando  a  lentidão  com  que  eles  se  deslocam.  Assinale  as  frases  em  que ela faz referência a isso.     (  )  “Pois  eu  ouso  dizer  que  sei  o  que  foi  que  o  matou.  Ele  morreu  de  ser  o  último.”  ( X )​ “Sua vida não era acelerada, nada capaz de causar-lhe s​ tress​”  (  X  ) “ao longo de um ano, graças a esforços e determinação e impulso fornecido  pela  própria  natureza,  o  molusco  lograva  deslocar-se  cerca  de  setenta 

centímetros.”  (  )  “o  tratador era qualquer coisa menos importante que o tronco sobre o qual  o caracol se deslocava”  (  X  )  “Quando  um  deles  se atrasava em sua marcha - é tão fácil a um caracol se  atrasar - outros esperavam por ele.”    3)  A  autora  do  texto  fica  sabendo  da  morte  do  caracol  por  meio  de  uma notícia  de jornal.    a) A  notícia  cita  o  motivo  pelo  qual  o  animal  morreu?  O  que  a  autora  pensa  disso?  Não.  Ela  pensa  que  o  jornal  não  considera  importante  relatar  a  causa mortis  do caracol.   b) Para ela, qual foi a causa da morte do caracol?  A solidão. Ela afirma que “ele morreu de ser o último”.  c) O que você entende pela expressão “morreu de ser o último”?  Resposta  pessoal.  Sugestões:  O  caracol  ficou  triste  por  viver  sozinho./Ele  morreu  de  solidão./Morreu  por  não  ter  restado  nenhum  outro  de  sua  espécie.    4)  Por  que,  para  o  caracol  da  Polinésia,  o  tratador  e  os  pesquisadores  que  o  observavam não eram ninguém?  Porque pertenciam a uma espécie diferente da sua.    5)  A  autora  compara  a  vida  do  caracol  no  zoológico  à  de  seus  antepassados  na  natureza.    

a) b) c)

Cite uma vantagem que ela aponta na vida do caracol.  Não  precisar  enfrentar  predadores./Não  lhe  faltar  comida./Ser  bem  tratado  no Zoológico.  Cite uma vantagem que ela aponta na vida dos antepassados dele.  Viver em grupo.  Para  a  autora, qual das duas formas de vida era mais vantajosa? Justifique  sua resposta com elementos do texto.  A  vida  dos  antepassados,  pois,  para  ela,  viver  entre  seus  semelhantes  é  melhor,  ainda  que  seja  uma  vida  mais  difícil./Ela  afirma  que  o  mundo  povoado de companheiros era lindo. 

  6)  No  último  parágrafo,  a  autora  afirma  que  “os  outros  todos  foram  acabando  aos  poucos,  vítimas  do  único  predador  disposto a transformar suas conchas em  objetos turísticos”.    a) Quem é esse predador?  O homem.  b) Por qual motivo ele matou os caracóis da Polinésia?  Para usar suas conchas na fabricação de objetos turísticos.      7) Nessa crônica, Marina Colasanti: 

( )​ narra uma história (​ X )​ expõe sua opinião sobre um fato    8) Reflita e responda: o que motivou a autora a escrever essa crônica?  Resposta pessoal. Espera-se que percebam que a autora ficou consternada a morte  do caracol, em função de esse fato ter levado a espécie à extinção.   

View more...

Comments

Copyright � 2017 SLIDEX Inc.
SUPPORT SLIDEX