enfermagem

March 26, 2019 | Author: Anonymous | Category: N/A
Share Embed Donate


Short Description

RESPONSABILIDADES DAS ESFERAS DE GOVERNO. - Gestão ... definição das vacinas nos calendários e das campanhas ... provime...

Description

ENFERMAGEM IMUNIZAÇÃO Política Nacional de Imunização Parte 3 Profª. Tatiane da Silva Campos

Política Nacional de Imunização

RESPONSABILIDADES DAS ESFERAS DE GOVERNO - Gestão compartilhada: União; Estados; Distrito Federal; e

municípios. - Ações pactuadas na Comissão Intergestores Tripartite

(CIT) e na Comissão Intergestores Bipartite (CIB) = Regionalização, rede de serviços e tecnologias disponíveis.

Política Nacional de Imunização

Esfera Federal PNI = responsabilidade da Coordenação-Geral do Programa

Nacional de Imunizações (CGPNI) do Departamento de Vigilância das Doenças Transmissíveis (DEVIT) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde.

Constituem competências da esfera federal:

Política Nacional de Imunização



definição das vacinas nos calendários e das campanhas

nacionais de vacinaçã, estratégias e as normatizações técnicas sobre sua utilização; •

provimento dos imunobiológicos definidos pelo PNI,

considerados insumos estratégicos; e •

gestão do sistema de informação do PNI, incluindo a

consolidação

e

a

análise

dos

dados

nacionais

retroalimentação das informações à esfera estadual.

e

a

Política Nacional de Imunização

Competências da Esfera Estadual: •

coordenação do componente estadual do PNI;



provimento de seringas e agulhas, itens que também são

considerados insumos estratégicos; e



gestão do sistema de informação do PNI, incluindo a

consolidação e a análise dos dados municipais, o envio dos

dados ao nível federal dentro dos prazos estabelecidos e a retroalimentação das informações à esfera municipal.

Política Nacional de Imunização

Competências da Esfera Municipal: ações da atenção primária em saúde. •

coordenação

e

execução

das

ações

de

vacinação

integrantes do PNI, incluindo a vacinação de rotina, as estratégias especiais (como campanhas e vacinações de bloqueio) e a notificação e investigação de eventos adversos e óbitos temporalmente associados à vacinação;

Política Nacional de Imunização



gerência do estoque municipal de vacinas e outros

insumos, incluindo o armazenamento e o transporte para seus locais de uso, de acordo com as normas vigentes;



descarte e a destinação final de frascos, seringas e

agulhas utilizados, conforme as normas técnicas vigentes; e

Política Nacional de Imunização



gestão do sistema de informação do PNI, incluindo a

coleta, o processamento, a consolidação e a avaliação da qualidade

dos

dados

provenientes

das

unidades

notificantes, bem como a transferência dos dados em conformidade com os prazos e fluxos estabelecidos nos âmbitos nacional e estadual e a retroalimentação das informações às unidades notificadoras.

Política Nacional de Imunização

VACINAÇÃO E ATENÇÃO BÁSICA Política Nacional de Atenção Básica = estabelecida em 2006 “um conjunto de ações de saúde, no âmbito individual e

coletivo, que abrange a promoção e a proteção da saúde, a prevenção de agravos, o diagnóstico, o tratamento, a

reabilitação e a manutenção da saúde”.

Política Nacional de Imunização

Estratégia de Saúde da Família (ESF) = adotada na perspectiva de organizar e fortalecer esse primeiro nível de atenção, organizando os serviços e orientando a prática profissional de atenção à família. equipe da ESF = verificação da caderneta e a situação vacinal e encaminha a população à unidade de saúde para iniciar ou completar o esquema vacinal, conforme os calendários de vacinação.

Política Nacional de Imunização

 Importante: integração entre a equipe da sala de vacinação e demais

equipes de saúde evitar as oportunidades perdidas de vacinação

Indivíduo atendido em outros setores da unidade de saúde SEMPRE verificar situação vacinal e encaminhar à sala de vacinação.

Política Nacional de Imunização

Vacinas na rotina dos serviços de saúde são definidas nos calendários de vacinação; •

os tipos de vacina;



o número de doses do esquema básico e dos reforços;



a idade para a administração de cada dose; e



o intervalo entre uma dose e outra no caso do

imunobiológico cuja proteção exija mais de uma dose.

Política Nacional de Imunização

 Considerando

risco,

vulnerabilidade

e

especificidades

sociais = PNI define calendários de vacinação  Orientações

específicas

para

crianças,

adolescentes,

adultos, gestantes, idosos e indígenas.

 Vacinas recomendadas para as crianças = proteger esse grupo o mais precocemente possível, garantindo o esquema

básico completo no primeiro ano de vida e os reforços e as demais vacinações nos anos posteriores;

Política Nacional de Imunização

 Brasil é um dos países que oferece o maior número de vacinas à população  PNI disponibiliza:  mais de 300 milhões de doses anuais;  44 imunobiológicos (vacinas, soros e imunoglobulinas);  34 mil salas de vacinação;

 42 Centros de Referência em Imunobiológicos Especiais (CRIE);

Política Nacional de Imunização

 A inserção de um novo imunobiológico no programa e o estabelecimento

de

novos

grupos

populacionais

são

decisões respaldadas em bases técnicas e científicas: •

evidência epidemiológica;



eficácia e segurança da vacina; e



garantia da sustentabilidade da estratégia (capacidade

de

produção

dos

laboratórios

públicos

nacionais

e

capacidade institucional de armazenamento e distribuição).

View more...

Comments

Copyright � 2017 SLIDEX Inc.
SUPPORT SLIDEX