monitoria – filosofia – foucault e o poder

November 6, 2018 | Author: Anonymous | Category: N/A
Share Embed Donate


Short Description

14 de abr de 2015 - A decisão tomada por Kathy Witterick, 38 anos, e David Stocker, 39, de não ..... (MACK) Considerando...

Description

MONITORIA – FILOSOFIA – FOUCAULT E O PODER 1. (Enem (Libras) 2017) O momento histórico das disciplinas é o momento em que nasce uma arte do corpo humano, que visa não unicamente o aumento das suas habilidades, nem tampouco aprofundar sua sujeição, mas a formação de uma relação que no mesmo mecanismo o torna tanto mais obediente quanto é mais útil, e inversamente. Forma-se então uma política das coerções, que são um trabalho sobre o corpo, uma manipulação calculada de seus elementos, de seus gestos, de seus comportamentos. FOUCAULT, M. Vigiar e punir: história da violência nas prisões. Petrópolis: Vozes, 1987.

Na perspectiva de Michel Foucault, o processo mencionado resulta em a) declínio cultural. b) segregação racial. c) redução da hierarquia. d) totalitarismo dos governos. e) modelagem dos indivíduos. 2. (Uema 2015) Gilberto Cotrim (2006. p. 212), ao tratar da pós-modernidade, comenta as ideias de Michel Foucault, nas quais “[...] as sociedades modernas apresentam uma nova organização do poder que se desenvolveu a partir do século XVIII. Nessa nova organização, o poder não se concentra apenas no setor político e nas suas formas de repressão, pois está disseminado pelos vários âmbitos da vida social [...] [e] o poder fragmentou-se em micropoderes e tornou-se muito mais eficaz. Assim, em vez de se deter apenas no macropoder concentrado no Estado, [os] micropoderes se espalham pelas mais diversas instituições da vida social. Isto é, os poderes exercidos por uma rede imensa de pessoas, por exemplo: os pais, os porteiros, os enfermeiros, os professores, as secretarias, os guardas, os fiscais etc.” Fonte: COTRIM, Gilberto. Fundamentos da Filosofia: história e grandes temas. São Paulo: Saraiva, 2006. (adaptado)

Pelo exposto por Gilberto Cotrim sobre as ideias de Foucault, a principal função dos micropoderes no corpo social é interiorizar e fazer cumprir a) o ideal de igualdade entre os homens. b) o total direito político de acordo com as etnias. c) as normas estabelecidas pela disciplina social. d) a repressão exercida pelos menos instruídos. e) o ideal de liberdade individual. 3. (Pucpr 2010) Na sua obra Vigiar e punir, o filósofo francês Michel Foucault analisa as novas faces de exercício do poder disciplinar e afirma: “Muitos processos disciplinares existiam há muito tempo: nos conventos, nos exércitos, nas oficinas também. Mas as disciplinas se tornaram no decorrer dos séculos XVII e XVIII fórmulas gerais de dominação. (...) O momento histórico das disciplinas e o momento em que nasce uma arte do corpo humano, que visa não unicamente ao aumento de suas habilidades, nem tampouco aprofundar sua sujeição, mas a formação de uma relação que no mesmo mecanismo o torna tanto mais obediente quanto é mais útil, e inversamente. Forma-se então uma política das coerções que são um trabalho sobre o corpo, uma manipulação calculada de seus elementos, de seus gestos, de seus comportamentos. O corpo humano entra numa maquinaria de poder que o esquadrinha, o desarticula e o recompõe. Uma "anatomia proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FILOSOFIA – FOUCAULT E O PODER política", que é também igualmente uma "mecânica do poder", está nascendo; ela define como se pode ter domínio sobre o corpo dos outros, não simplesmente para que façam o que se quer, mas para que operem como se quer, com as técnicas, segundo a rapidez e a eficácia que se determina. A disciplina fabrica assim corpos submissos e exercitados, corpos "dóceis". (Vigiar e Punir, p. 118).

Segundo essa passagem, seria correto afirmar que: I. O texto mostra como, a partir dos séculos XVII e XVIII o corpo foi descoberto como objeto e alvo de um novo poder e de novas formas de controle, pelas quais são superadas antigas formas de domínio e instaurado um novo modelo com o fim de tornar os corpos mais dóceis. II. O fim dessas práticas é tornar o corpo obediente e disciplinado através de um rigoroso exercício de controle sobre gestos e comportamentos. É assim que o corpo vira um novo objeto de poder. III. Segundo o autor, essa é a primeira vez na história que o corpo se tornara objeto de poder, já que essas práticas eram comuns tanto nos regimes escravocratas quanto nos monásticos. IV. Esses novos mecanismos de controle têm, segundo o autor, uma única motivação: o domínio do corpo para exploração econômica. a) Apenas as assertivas I e III são verdadeiras. b) Apenas as assertivas I e II são verdadeiras. c) Apenas a assertiva IV é verdadeira. d) Todas as assertivas são verdadeiras. e) Apenas a assertiva I é verdadeira. 4. (Pucpr 2009) “O sucesso do poder disciplinar se deve sem dúvida ao uso de instrumentos simples: o olhar hierárquico, a sanção normalizadora e sua combinação num procedimento que lhe é específico, o exame.” Fonte: Foucault, Vigiar e punir, p. 143.

I. Vigiar, muito mais que aplicar um olhar constante sobre o indivíduo, significa dispô-lo numa estrutura arquitetural e impessoal, na qual ele se sinta vigiado. II. Punir é o único objetivo da disciplina. III. Punir primeiramente tem a finalidade de uma ortopedia moral, de normalização, não somente de um comportamento, mas do conjunto da existência humana, seja obstaculizando a virtualidade de um comportamento perigoso mediante o uso de pequenas correções, seja incentivando condutas desejáveis a partir de recompensas e vantagens. IV. O exame atua numa ampla rede de instituições psiquiátricas, pedagógicas e médicas, classificando as condutas em termos de normalidade e anormalidade. V. Para Foucault, as ciências que tomaram o homem como objeto de saber, a partir do final do século XVIII, não têm nada a ver com a vigilância, a normalização e o exame disciplinares. Assinale a(s) alternativa(s) correta(s): a) II e V b) II e IV c) I e II d) III, IV e V e) I, III e IV proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FILOSOFIA – FOUCAULT E O PODER 5. (Pucpr 2009) A partir do livro Vigiar e Punir, de Michel Foucault, considere as seguintes afirmações a respeito da disciplina: I. Ela é exercida de diferentes formas e tem como finalidade única a habilidade do corpo. II. Ela pode ser entendida como a estratégia empregada para o controle minucioso das operações do corpo, sendo seu efeito maior a constituição de um indivíduo dócil e útil. III. Ela se constitui também pelo controle do horário de execução de atividades, em que o tempo medido e pago deve ser sem defeito e, em seu transcurso, o corpo deve ficar aplicado a seu exercício. De acordo com as afirmações acima, podemos dizer que: a) Todas as afirmações estão corretas. b) A afirmação I está incorreta. c) Apenas a afirmação III está correta. d) As alternativas II e III estão incorretas. e) Apenas a afirmação II está correta. 6. (Pucpr 2009) O indivíduo é sem dúvida o átomo fictício de uma representação “ideológica” da sociedade; mas é também uma realidade fabricada por essa tecnologia específica de poder que se chama “disciplina”. Fonte: Foucault, Vigiar e punir, p.161.

Assinale as alternativas corretas. I. Foucault quer afirmar que os indivíduos, nesse modelo de sociedade, são constituídos como efeitos da atuação de estratégias de poder correlatas a técnicas de saber. II. Para Foucault, o poder fundamentalmente reprime, recalca, censura, mascara, anulando os desejos individuais. III. A disciplina produz realidade, produz rituais de verdade, produz indivíduos úteis e dóceis. IV. Para Foucault, é o indivíduo que possui o poder. É ele quem dá sentido ao mundo. V. A disciplina, como estratégia privilegiada de fabricação do indivíduo e produção de verdades, existe desde a época do cristianismo primitivo. a) II, IV e V b) I e III c) II e III d) I e II e) III, IV e V 7. (Pucpr 2009) Michel Foucault, em Vigiar e Punir, apresenta duas imagens de disciplina: a disciplinabloco e a disciplina-mecanismo. Para mostrar como esses dois modelos se desenvolveram, o autor destaca dois casos: o medieval da peste e o moderno do panóptico. Assinale, portanto, a alternativa incorreta: a) A disciplina-bloco se estabeleceu com o esquema moderno do panóptico, uma vez que a disciplina mecanismo, desenvolvida no período medieval para resolver o problema da peste, estava em falência. b) A disciplina-bloco se refere à instituição fechada, totalmente voltada para funções negativas, proibitivas e impeditivas. c) A disciplina-mecanismo é um dispositivo funcional que visa otimizar e tornar mais rápido o exercício do poder, mediante o modelo panóptico. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FILOSOFIA – FOUCAULT E O PODER d) É possível dizer que houve um processo de mudança da disciplina-bloco para a disciplina mecanismo, passando pelas etapas de inversão funcional das disciplinas, ramificação dos mecanismos e estatização dos mecanismos disciplinares. e) A disciplina-mecanismo tem como estratégia a vigilância múltipla, inter-relacionada e contínua, pela qual o indivíduo deve saber que é vigiado e, por consequência, o poder se exerce automaticamente. 8. (Uenp 2012) Na história da filosofia, ao longo de mais de dois milênios, “verdade” é palavra-chave para as reflexões metafísicas ou gnosiológicas. Sobre o conceito de verdade, julgue as afirmativas abaixo. I. O idealismo tende à verdade imanente, ao fechamento num sistema, ao conhecimento não intencional. II. O pragmatismo, partindo da verdade de que o conhecimento deva servir à vida e favorecer as finalidades práticas, inverte a relação, e faz com que a verdade deva ser reduzida a promover a prática da vida. III. A verdade na contemporaneidade é, de acordo com filósofos como Foucault, produzida como acontecimento num espaço e num tempo específicos. Assinale a alternativa que apresenta apenas a(s) afirmativa(s) verdadeira(s). a) I e II. b) I e III. c) II e III. d) Todas. e) Nenhuma. 9. (Uem 2011) Desde a filosofia da antiguidade clássica grega até a filosofia contemporânea, encontrase, nas obras filosóficas, formulado em várias concepções, o tema da relação entre saber e poder. Sobre essa relação, assinale o que for correto. 01) Para a teoria da ação comunicativa, de Jürgen Habermas, a linguagem deve ser imperativa, de forma que seja conhecida e mantida a ordem social; isso explica por que o ato de fala expressa sempre uma relação de poder. 02) Os sofistas utilizaram a retórica como uma forma de maiêutica, de maneira que seus interlocutores, ao descobrirem a verdade, procuraram, além da ambição política, a melhor forma de governo. 04) Nicolau Maquiavel considera que o príncipe pode governar apenas com o uso do poder das armas e que o conhecimento da realidade política é desnecessário. 08) Para Francis Bacon, o conhecimento e a ciência não são apenas instrumentos de exercício do poder sobre a natureza, mas também devem ser postos a serviço do poder político, fortalecendo o Estado. 16) Michel Foucault inverte a relação tradicionalmente posta entre saber e poder, segundo a qual o saber antecede o poder. Para ele, o poder não se encontra separado do saber, mas, sim, é condição dele. 10. (Uenp 2010) O Renascimento é um período que compreende o fim da Idade Média e o Início da Idade Moderna, entre os séculos XIV e XVI, e tem alcance em diversos campos da sociedade, do saber e da arte. Por causa disso é classificado por muitos estudiosos como um período de transição, não mais medieval, mas ainda não moderno. Autores recentes como Michel Foucault, no entanto, ampliaram o valor do Renascimento sustentando que ele constitui um sistema completo. Sobre o período é incorreto afirmar que:

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FILOSOFIA – FOUCAULT E O PODER a) Os humanistas resgataram o conceito romano de studia humanitatis. Entre suas preocupações estava o ensino do latim, da retórica e da filosofia moral. Resgataram em seus textos o valor do homem, o colocando no centro da cultura como valor maior, em contraposição a Deus, que o era durante a Idade Média. b) Maquiavel tem como uma de suas propostas teóricas a demarcação do objeto de estudo da política, bem como a sua separação da ética, da moral e da religião. Maquiavel é considerado por isso como o fundador da ciência política, ou da filosofia política moderna. c) A propriedade privada, recém ressurgida na época, é vista como um empecilho à pratica da virtude humana, por alguns humanistas. Para Tomas More, o homem deveria viver de acordo com a natureza, dai seu esforço de defender uma nova civilização. Muitas vezes, a critica social de A Utopia parece estar endereçada à Inglaterra, lugar onde More nasceu. d) Uma das preocupações recorrentes dos que escrevem sobre Utopia é delinear a educação dos jovens, e isso é um tema central da Cidade do Sol de Campanella, onde os jovens receberiam todo tipo de instrução e até os muros da cidade seriam decorados com todo o saber conhecido. Essa preocupação já estava presente na filosofia grega antiga, por exemplo, em Platão. e) Os humanistas de um modo geral criticaram o movimento de reforma religiosa, tendo em vista que eram em sua maioria católicos e percebiam que, se o projeto da reforma fosse levado a cabo, a Igreja Católica perderia sua hegemonia cultural e religiosa, fortalecendo o paganismo clássico que renascia.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FILOSOFIA – FOUCAULT E O PODER GABARITO

1. E 6. B

2. C 7. A

3. B 8. D

4. E 9. 08 + 16 = 24.

5. B 10. E

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – SOCIOLOGIA – GÊNERO E SEXUALIDADE 1. (Enem 2002) A tabela refere-se a um estudo realizado entre 1994 e 1999 sobre violência sexual com pessoas do sexo feminino no Brasil. Levantamento dos casos de violência sexual por faixa etária Adolescentes Adultas Tipificação do agressor Crianças identificado Quantidade % Quantidade % Quantidade % 21,7 13,9 Pai biológico 6 6 13 21 16,7 10,6 Padrasto 0 0 10 16 1,6 Pai adotivo 0 0 0 0 1 1,4 11 ,6 9,4 Tio 7 14 1 1,4 10,0 Avô 6 0 0 1 4,6 Irmão 0 0 0 0 7 1,4 3,4 Primo 0 0 5 1 16,7 27,8 27,9 Vizinho 10 19 42 7,5 25,2 Parceiro e ex-parceiro 13 17 5,3 7,3 Conhecido (trabalho) 8 5 21,7 16,5 26,5 Outro conhecido 25 13 18 TOTAL 100 100 100 60 151 68 (-) Não aplicável Fonte: Jornal da Unicamp, Nº 162. Maio 2001.

A tabela refere-se a um estudo realizado entre 1994 e 1999 sobre violência sexual com pessoas do sexo feminino no Brasil. A partir dos dados da tabela e para o grupo feminino estudado, são feitas as seguintes afirmações: I. A mulher não é poupada da violência sexual doméstica em nenhuma das faixas etárias indicadas. II. A maior parte das mulheres adultas é agredida por parentes consanguíneos. III. As adolescentes são vítimas de quase todos os tipos de agressores. IV. Os pais, biológicos, adotivos e padrastos, são autores de mais de 1 3 dos casos de violência sexual envolvendo crianças. É verdadeiro apenas o que se afirma em a) I e III. b) I e IV. c) II e IV. d) I, III e IV. e) II, III e IV. 2. (Ufu 2003) A identidade de gênero tem sido considerada o fundamento e a alavanca de um dos mais importantes movimentos sociais contemporâneos, distinguindo-se de outros, como os orientados pela identidade de classe, de etnia, de crença religiosa. Assinale a alternativa correta quanto às características dos movimentos de gênero no momento histórico atual. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – SOCIOLOGIA – GÊNERO E SEXUALIDADE a) A identidade feminina, que fundamenta os movimentos sociais de gênero, referencia-se em singularidades biológicas ou naturais, como a menstruação, a gestação, a concepção humana, a dominação masculina, sendo este referencial muito particular em relação aos demais movimentos sociais. b) Os movimentos de gênero apresentam diversidade interna análoga a outros movimentos sociais e, em alguns casos, além das reivindicações referentes às singularidades biológicas da mulher e à dominação masculina, incorporam outras, referentes às desigualdades étnicas e de classes, por exemplo. c) A identidade feminina e as mulheres permanecem absolutamente submetidas à dominação masculina, como se observa na esfera econômica, e os movimentos de gênero não devem ser diferenciados dos demais por reivindicações frustradas ou particulares, à medida que todos são naturais e se repetem na história. d) A identidade feminina fundamentou os movimentos sociais de gênero apenas em seu início, no século XIX, tendo diluído-se nos demais movimentos em décadas recentes, à medida que permaneceram presos aos temas políticos historicamente impostos pelos homens, descaracterizando a luta feminista. 3. (Uel 2011) Leia o texto a seguir. Com vestidos de noivas e ternos, três casais gays [...] se apresentaram nesta quarta-feira no cartório de registro civil de Montevidéu para uma simulação de casamento, no lançamento de uma campanha em favor do casamento homossexual. (Folha de São Paulo, 19 maio 2010, Caderno Mundo. Disponível em: . Acesso em: 19 maio 2010.)

Com base no texto e nos conhecimentos sobre os novos movimentos sociais, considere as afirmativas a seguir. I. Desde a segunda metade do século XX, o Ocidente vivencia a explosão de variados movimentos sociais cujo eixo são as políticas identitárias. II. Movimentos sociais são expressão de demandas do cotidiano que se transformam em reivindicações coletivas para a ampliação dos direitos de cidadania. III. O que diferencia o movimento gay em relação ao antigo movimento operário é a negação da instância política enquanto elemento mediador da ação reivindicativa. IV. Dentre as condições para a existência de movimentos sociais está o respeito aos valores morais tradicionais, como a aceitação da união heterossexual e a negação da homossexual. Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e II são corretas. b) Somente as afirmativas I e IV são corretas. c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas. 4. (Unicentro 2011) As brincadeiras de menino, em geral, envolvem atividades ao ar livre, como bicicleta, pipa ou skate. As meninas brincam de casinha. Isso é comum porque, antigamente, era papel do homem sair de casa para trabalhar, enquanto às mulheres cabiam os cuidados com o lar”, constata a pedagoga proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – SOCIOLOGIA – GÊNERO E SEXUALIDADE Maria Angela Barbato Carneiro, coordenadora do Núcleo de Cultura, Estudos e Pesquisas do Brincar da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo. ECHEVERRIA, Malu. Brincadeira não tem sexo: meninos e meninas podem — e devem — brincar do que tiverem vontade. In: Revista Crescer. ed. 139, jun. 2005. [online] Disponível em: . Acesso em: 29 jan. 2009.

Sobre o processo de socialização e as relações de gênero, é correto afirmar: a) O termo “sexo” distingue as diferenças anatômicas, e o termo “gênero”, as diferenças fisiológicas entre homens e mulheres. b) As relações de gênero são universais e não dependem da construção que cada cultura tem em relação às diferenças sexuais. c) O processo de socialização disciplina os corpos quanto aos modos de agir, porém esse aprendizado não interfere nos modos de ser dos sujeitos sociais. d) O gênero é uma construção social que, através de organismos sociais, como a família e a mídia, atribui papéis e identidades sociais a homens e mulheres. e) As brincadeiras de crianças, assim como o modo como se comportam, demonstram que os papéis sociais são definidos antes mesmo do encontro com as instituições sociais. 5. (Interbits 2012) As afirmativas abaixo dizem respeito a certas concepções sobre gênero. Assinale a alternativa que apresenta somente afirmativas sociologicamente corretas. I. Os gêneros são socialmente construídos. É por isso que não se pode dizer, sociologicamente, que existe algo como a “masculinidade” ou a “feminilidade” natural das pessoas. II. Os sexos surgem naturalmente entre as pessoas. É por isso que nas relações afetivas sempre há um polo masculino e outro feminino. III. Todas as pessoas nascem sem sexo. Somente após o nascimento é que a sociedade acaba por definir quem será homem e quem será mulher, segundo seu órgão sexual. IV. A forma como a sociedade ocidental compreende e define as diferenças de gênero acaba por excluir manifestações minoritárias (como as pessoas chamadas de hermafroditas, por exemplo), que passam a ser consideradas aberrações. V. A homoafetividade é uma anomalia genética passível de tratamento. Estão corretas sociologicamente: a) Somente I e III. b) Somente II e V. c) Somente I e IV. d) Somente I, III e IV. e) Somente II, IV e V. 6. (Unesp 2012) Uma mãe canadense defendeu a decisão tomada por ela e por seu marido de manter em segredo o sexo de seu filho mais novo, para dar à criança a oportunidade de desenvolver a sua identidade sexual por conta própria. A decisão tomada por Kathy Witterick, 38 anos, e David Stocker, 39, de não revelar o gênero de seu bebê Storm, de quatro meses de idade, gerou uma avalanche de reações – positivas e negativas – após reportagem do jornal “Toronto Star”, publicada nesta semana [28.05.2011]. (www.g1.globo.com. Adaptado.)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – SOCIOLOGIA – GÊNERO E SEXUALIDADE De acordo com o texto, pode-se afirmar que: a) O ponto de vista adotado pela mãe canadense pressupõe a adoção do determinismo biológico no campo da sexualidade. b) O fato descrito pela reportagem revela a influência da fé religiosa nos padrões comportamentais contemporâneos. c) Sob o ponto de vista moral, a decisão tomada pelo casal canadense expressa um perfil conservador. d) O fato em questão revela que, para os pais da criança canadense, identidade sexual é um tema pertencente exclusivamente à esfera da autonomia individual. e) A postura adotada pelos pais da criança em questão revela intolerância no campo das diferenças sexuais. 7. (Enem 2013) TEXTO I Ela acorda tarde depois de ter ido ao teatro e à dança; ela lê romances, além de desperdiçar o tempo a olhar para a rua da sua janela ou da sua varanda; passa horas no toucador a arrumar o seu complicado penteado; um número igual de horas praticando piano e mais outra na sua aula de francês ou de dança. Comentário do Padre Lopes da Gama acerca dos costumes femininos [1839] apud SILVA, T. V. Z.Mulheres, cultura e literatura brasileira. Ipotesi — Revista dos Estudos Literários, Juiz de Fora, v. 2. n. 2, 1998. TEXTO II As janelas e portas gradeadas com treliças não eram cadeias confessas, positivas; mas eram, pelo aspecto e pelo seu destino, grande gaiolas, onde os pais e maridos zelavam, sonegadas à sociedade, as filhas e as esposas. MACEDO, J.M. “Memória da Rua do Ouvidor [1878]”. Disponível em: www.dominiopublico.gov.br. Acesso em: 20 maio 2013 (adaptado).

A representação social do feminino comum aos dois textos é o(a) a) submissão de gênero, apoiada pela concepção patriarcal de família. b) acesso aos produtos de beleza, decorrência da abertura dos portos. c) ampliação do espaço de entretenimento, voltado às distintas classes sociais. d) proteção da honra, medida pela disputa masculina em relação às damas da corte. e) valorização do casamento cristão, respaldado pelos interesses vinculados à herança. 8. (Udesc 2015)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – SOCIOLOGIA – GÊNERO E SEXUALIDADE

Com base nos dados apresentados acima, assinale a alternativa correta. a) A maior parte dos homofóbicos é do sexo masculino, jovem, branco e desconhecido da vítima. b) Os dados apontam a correlação entre homofobia, faixa etária e questões raciais. c) Os casos de homofobia são predominantemente vinculados ao tipo de vida dos próprios homossexuais, uma vez que se relacionam com pessoas contatadas em chats ou em locais de pouca segurança, como parques e boates gays. d) A maior parte dos suspeitos prefere não informar sua orientação sexual, o que também se aplica ao perfil das vítimas. e) Embora porcentagem considerável de mulheres tenham sido vítimas de violência, não se constata índice relevante de mulheres suspeitas de homofobia. 9. (Unioeste 2016) No dia 22 de junho de 2015, a Assembleia Legislativa do Paraná colocou como pauta de discussão o debate sobre a “ideologia de gênero” nas escolas do Paraná. Sabe-se que o conceito de gênero é fundamental para a compreensão das desigualdades entre homens e mulheres e coloca em xeque as atribuições relacionais que a sociedade constrói para homens e mulheres. Dada a repercussão do tema e a relevância da temática, é CORRETO afirmar sobre questões de gênero.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – SOCIOLOGIA – GÊNERO E SEXUALIDADE a) O debate sobre gênero na educação interessa apenas aos homens e para as pessoas que só têm atração sexual por pessoas do sexo oposto. b) Nas concepções sobre gênero, o sexo biológico corresponde a uma identidade cultural que se mantém inalterada até o final da vida. c) A identidade de gênero é determinada biologicamente e não pode ser modificada pela cultura, pelo meio social, pela educação nem por todas as relações sociais que fazem parte da vida dos indivíduos. d) A compreensão da temática de gênero perpassa um sistema de relações de poder, baseadas em um conjunto de papéis, identidade, comportamentos e estereótipos atribuídos a mulheres e homens. e) As relações de gênero não estão ligadas a contextos de relações de poder e desigualdade, ao contrário das relações travadas entre as classes sociais e os grupos étnicos. 10. (Ufu 2016) Até a noite de 28 de junho, lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais (LGBT) eram, sistematicamente, acuados e sofriam todo tipo de preconceitos, agressões e represálias por parte do departamento de polícia de Nova Iorque. Mas nesta noite, a população LGBT, presente no bar Stonewall Inn, se revoltou contra as provocações e investidas da polícia e, munida de coragem, deu um basta àquela triste realidade de opressão. Por três dias e por três noites, pessoas LGBT, e aliadas, resistiram ao cerco policial e a data ficou conhecida como a Revolta de Stonewall. Surgiu o Gay Pride e a resistência conseguiu a atenção de muitos países, em especial a do governo estadunidense, para os seus problemas. Disponível em: .

Considerando o texto, é correto afirmar que os novos movimentos sociais: a) São definidos por sua associação às organizações de classe e defesa da população marginalizada. b) Ampliam e redefinem as formas de participação política em regimes democráticos. c) Lutam exclusivamente em defesa de seus interesses econômicos a partir de estruturas partidárias. d) Reivindicam a extensão de direitos sociais, civis e políticos, necessariamente universalizáveis.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – SOCIOLOGIA – GÊNERO E SEXUALIDADE GABARITO

1. D 6. D

2. B 7. A

3. A 8. B

4. D 9. D

5. C 10. B

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA - CENTRO-SUL 1. Na organização agrária da região Centro-Oeste: a) predomina o minifúndio de área abaixo de 5 hectares, representando um dos grandes problemas da posse da terra. b) encontramos elevados índices de área de lavoura ocupando terras não cultivadas numa das proporções mais baixa do país. c) desenvolve-se um sistema agrícola que concentra no mesmo espaço culturas especializadas em extensas propriedades. d) é alta a proporção de estabelecimentos com mais de 10.000 hectares, onde dominam principalmente, atividades pecuárias. e) nota-se grande diferença na estrutura fundiária, havendo um equilíbrio na área ocupada pelos médios e pequenos proprietários. 2) assinale a alternativa que associa de forma correta, a área do Centro-Oeste com a atividade mais importante aí praticada. a) Chapada dos Guimarães / coleta de babaçu. b) sul de Mato Grosso do Sul / mineração de quartzo. c) Serra dos Parecis / extração de manganês. d) Planície do Pantanal / criação extensiva de gado. e) Espigão Mestre / extração de "látex". 3. nas zonas do cerrado, no Centro-Oeste brasileiro, onde o clima dominante é de duas estações (secas de inverno e chuvas de verão) ocorre uma outra forma localizada de vegetação, a saber: a) as "ilhas úmidas", em torno de áreas mais elevadas, que recebem maior pluviosidade. b) os "campos abertos", geralmente encontrados em manchas de solos mais férteis. c) a "mata de igapó", quase sempre inundada e que se situa nas margens de rios pobres em sedimentos. d) o "cerradão", encontradiço nos platôs mais elevados, onde predominam formações vulcânicas. e) a "mata-galeria", devido à presença de maior umidade nos solos das margens dos rios. 4. (UFPE) Qual das características a seguir NÃO está correta, tendo-se em vista o dinamismo da Região Centro-Oeste nas duas últimas décadas? a) Aumento percentual de participação da sua população no conjunto brasileiro, já apresentando, inclusive, dois aglomerados urbanos, cada um com mais de um milhão de habitantes. b) Aumento percentual da participação regional no conjunto brasileiro, sobretudo em grãos (soja, milho, arroz), com taxas elevadas de mecanização. c) Expansão da área agrícola - a de maior crescimento no país - incorporando áreas de mata, de cerrados e de campos, com aumento, sobretudo, de áreas de pastos plantadas. d) Sensível parcelamento fundiário, que determinou o predomínio, no conjunto, das pequenas e médias propriedades. e) Apesar de ter registrado aumentos na industrialização, principalmente no setor extrativo mineral, ainda é a menos industrializada do país. 5. Considere as afirmações abaixo, relativas à ocupação do Centro-Oeste brasileiro, onde originalmente predominava a vegetação do Cerrado. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA - CENTRO-SUL I. A vegetação nativa do Cerrado encontra-se, hoje, quase completamente dizimada, principalmente em função do processo de expansão da fronteira agrícola, que avança agora na Amazônia. II. O desenvolvimento de tecnologia apropriada permitiu que o problema da baixa fertilidade natural dos solos no Centro-Oeste fosse, em grande parte, resolvido. III. O modelo fundiário predominante na ocupação da área do Cerrado imitou aquele vigente no oeste gaúcho, de onde saiu a maioria dos migrantes que chegaram ao Centro-Oeste nos últimos 30 anos. Está correto o que se afirma em: a) b) c) d) e)

I, apenas. II, apenas. III, apenas. I e II, apenas. I, II e III.

6. (Unesp 2018) Na década de 1960, Pedro Pinchas Geiger elaborou uma nova regionalização do espaço brasileiro, estabelecendo três grandes regiões – Centro-Sul, Nordeste e Amazônia – segundo critérios relacionados a) aos limites estaduais e às características morfoclimáticas. b) à formação socioespacial e aos limites estaduais. c) às características morfoclimáticas e aos aspectos socioeconômicos. d) aos aspectos socioeconômicos e às heranças do passado. e) às características naturais e à formação socioespacial. 7. (Fac. Albert Einstein - Medicin 2017) Os mapas a seguir apresentam as duas divisões regionais utilizadas pelo Brasil, a Divisão Regional do IBGE e a Divisão em Complexos Regionais Brasileiros.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA - CENTRO-SUL

Sobre essas duas regionalizações podemos afirmar que: a) A divisão em Complexos Regionais tem como critério os limites político-administrativos que coincidem os limites entre os estados. Não leva em conta questões de ordem socioeconômica. b) A divisão em Grandes Regiões parte inicialmente do conceito de região geográfica, pois esse conceito era tido como aquele que teria menos influência do papel da sociedade na construção do espaço geográfico. c) A divisão em Grandes Regiões parte do conceito de região homogênea, pois assim poderia agrupar áreas semelhantes em torno de um mesmo critério. Assim, seria possível propor uma análise de caráter regional para o planejamento urbano. d) A divisão em Complexos Regionais parte de critérios como o processo de formação histórico e econômico do Brasil, associado à modernização brasileira, por meio de suas atividades produtivas. 8. (G1 - cftmg 2015) A questão refere-se ao mapa a seguir.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA - CENTRO-SUL

Considerando-se a proposta de regionalização do Brasil, apresentada no mapa, afirma-se que: I. O extremo norte de Minas Gerais foi cartografado como pertencente ao Nordeste pelo predomínio de pecuária intensiva neste espaço. II. A região denominada como Amazônia coincide com o Norte da regionalização do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. III. A porção ocidental do Maranhão foi incorporada à Amazônia devido à sua participação no circuito econômico extrativista. IV. A região Centro-Sul engloba as áreas de maior desenvolvimento econômico nos setores primário, secundário e terciário. Estão corretas apenas as afirmativas a) I e II. b) I e IV. c) II e III. d) III e IV. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: Leia o texto para responder à(s) questão(ões).

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA - CENTRO-SUL Brasis Seu Jorge Tem um Brasil que é prospero. Outro não muda Um Brasil que investe. Outro que suga [...] Tem um Brasil que é lindo. Outro que fede O Brasil que dá. É igualzinho ao que pede... Pede paz, saúde Trabalho e dinheiro Pede pelas crianças Do país inteiro... Tem um Brasil que soca. Outro que apanha Um Brasil que saca. Outro que chuta Perde, ganha Sobe, desce Vai à luta bate bola Porém não vai à escola... [...] É negro, é branco, é nissei É verde, é índio peladão É mameluco, é cafuso É confusão... (Fonte: DVD Ana Carolina & Seu Jorge: Série Prime, Gravadora SONY/BMG, ano 2005)

9. (Uepa 2015) De acordo com o texto, “Tem um Brasil que é próspero outro não muda. Um Brasil que investe outro que suga [...]”. Assinale a alternativa que expressa a contradição que a música apresenta e sua representação no espaço geográfico brasileiro. a) Os estados da região Nordeste concentram a maior porcentagem de famílias com rendimentos de, até, dois salários mínimos, que vivem em estado de pobreza, o que se deve as diferenças biológicas, físicas e psíquicas que existem entre os brasileiros dessa região e os do sul do país. b) A contradição socioespacial se torna mais evidente entre as regiões Nordeste e Sul do Brasil, em decorrência do mau aproveitamento dos recursos naturais e da elevada renda per capita nas regiões. c) As contradições socioespaciais são um problema nacional desde a colonização e se intensifica com a concentração da atividade industrial no Centro-Sul do país, exercendo uma hegemonia sobre as demais regiões. d) As contradições decorrem fundamentalmente das diversidades naturais do nosso território e da concentração espacial das riquezas minerais na Amazônia, o que dinamiza a economia regional, sobrepondo-a ao sudeste do país. e) Com a globalização as contradições socioeconômicas regionais no espaço brasileiro se tornam mais evidentes, ocasionando a concentração de renda no Centro Sul, exclusão social no Nordeste e o aumento da participação dos segmentos mais pobres da sociedade amazônica na renda nacional.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA - CENTRO-SUL 10. (utfpr 2011) Sobre as características do Centro-Sul brasileiro podemos afirmar que: a) nos estados do Paraná e Santa Catarina, a monocultura extensiva é praticada em pequenas propriedades, o que caracteriza a diversidade de grãos produzida pelos estados. b) as atividades industriais, ou secundárias, têm destaque principalmente no Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás e parte de Tocantins. c) os maiores centros urbano-industriais do Centro-Sul localizam-se nos Estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, todos situados no Sudeste do Brasil. d) em toda a região Centro-Sul a ocupação do espaço geográfico ocorreu apenas pela expansão da monocultura do café e pela industrialização a partir de São Paulo. e) as metrópoles de São Paulo, Rio de Janeiro e Salvador são as de maior importância para a Região Centro-Sul do país.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – REGIONALIZAÇÃO BRASILEIRA - CENTRO-SUL GABARITO

1. D 6. E

2. D 7. D

3. E 8. D

4. D 9. C

5. D 10. C

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – HIDROGRAFIA - BACIAS HIDROGRÁFICAS NO MUNDO E NO BRASIL 1. (Uece 2017) A bacia hidrográfica é reconhecida como unidade espacial na Geografia Física desde o fim dos anos 60. Contudo, durante a última década ela foi, de fato, incorporada pelos profissionais não só da geografia, mas da grande área das chamadas Ciências Ambientais, em seus estudos e projetos de pesquisa. Botelho, R. G. M. e Silva, A. S. da. Bacia Hidrográfica e Qualidade Ambiental. Reflexões sobre a geografia física no Brasil. Vitte, A. C. Guerra, A. J. T. Rio de Janeiro. Bertrand Brasil. 2004. p. 153.

A importância da bacia hidrográfica como unidade de estudo, da forma como se refere o texto, se dá porque a) os impactos no sistema hidrológico são os que mais afetam as atividades comerciais e de mineração. b) possibilita avaliar de forma integrada as ações humanas a respeito do ambiente e de seus desdobramentos sobre o equilíbrio hidrológico. c) os aspectos do ambiente podem ser estudados e compreendidos isoladamente na perspectiva da análise ambiental de forma compartimentada. d) os rios e as suas paisagens adjacentes que compõem as bacias hidrográficas representam a base dos estudos geoquímicos e ambientais. 2. (G1 - utfpr 2014) A porção do continente sul americano denominada América Platina é assim chamada por conter os rios formadores da ______________________________, estando situada na parte ____________ daquele continente. Apenas os estados ___________________ do Brasil fazem parte dessa área cujo relevo apresenta __________________________________________________. Assinale a alternativa que preenche corretamente as lacunas acima. a) Bacia do Rio Uruguai – central – do Centro Oeste – depressões alagadas. b) Bacia do Rio Paraná – sul – do Centro Oeste – extensas planícies alagadas. c) Bacia do Rio Amazonas – norte – da região Norte – montanhas e depressões. d) Bacia do Rio da Prata – sul – da região Sul – planícies, planaltos e cordilheiras. e) Bacia do Rio Paraguai – central – setentrionais – montanhas e planícies. 3. (Uem-pas 2012) Bacias hidrográficas constituem, em linhas gerais, as terras drenadas por um conjunto de cursos d’água que apresentam importância geomorfológica, ambiental, econômica, social, cultural e religiosa. Refletindo sobre esse conceito, assinale a(s) alternativa(s) correta(s). 01) Os recursos hídricos e sua apropriação são vistos como um problema geopolítico mundial, particularmente no Oriente Médio. 02) A formação de um rio tem relação direta com a distribuição do lençol freático no terreno. 04) Bacias hidrográficas situadas no litoral brasileiro são menos poluídas por esgotos doméstico e industrial do que aquelas situadas no interior do continente. 08) A bacia hidrográfica Tocantins-Araguaia, em relação à bacia Amazônica, é a que mais sofre impacto decorrente do desmatamento da floresta amazônica. 16) A bacia hidrográfica não é a melhor unidade para o manejo dos recursos naturais. 4. (Pucsp 2011) Leia: Lama atinge o Danúbio e põe Europa em alerta Ainda não há sinais de mortes de peixes no 2º maior rio do continente proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – HIDROGRAFIA - BACIAS HIDROGRÁFICAS NO MUNDO E NO BRASIL

“A lama tóxica que vazou do reservatório de uma fábrica de alumínio na Hungria atingiu ontem o Danúbio, colocando em alerta autoridades dos países cortados pelo segundo maior rio europeu.” Fonte: Folha de S. Paulo, 08/10/2010, página A23

Sobre as características e consequências do desastre, pode-se afirmar que a) sua escala fica restrita às cercanias da fábrica, pois os cursos d'água próximos têm condição de absorver o material tóxico, sem permitir ele se espalhe na extensão da bacia hidrográfica. b) a lama transportada na bacia do Danúbio ultrapassará a fronteira de vários países, o que justifica que a condição ambiental de um país seja de interesse, ao menos, dos seus vizinhos. c) o derramamento dessa lama é uma ameaça para a Europa em geral, pois através do Rio Danúbio atingirá todas as outras bacias hidrográficas importantes do continente. d) sua escala é local, ao contrário do desastre da Usina de Chernobyl que espalhou uma nuvem radioativa sobre a Europa, pois a lama vazou na água e, assim, não pode se mover. e) não se deve instalar essas fábricas em zonas ribeirinhas, e sim se optar por zonas litorâneas, modo pelo qual os efeitos de desastres serão mais localizados. 5. (Ufg 2009) A rede de drenagem, um dos componentes da bacia hidrográfica, tem sido alterada nas áreas urbanas mediante a realização da canalização dos cursos d´água. As alterações promovidas por essa canalização implicam a) na utilização das margens dos cursos d´água nas áreas urbanizadas para plantação de hortaliças irrigadas. b) no surgimento de movimentos de massa, em diferentes pontos do canal fluvial, decorrente da menor quantidade de água infiltrada. c) no aumento da velocidade das águas, em virtude da diminuição dos obstáculos naturais do leito fluvial. d) no aumento da infiltração das águas pluviais no solo, favorecida pela manutenção da cobertura vegetal natural ao longo das margens. e) na utilização das margens planas para a implantação de edifícios comerciais. 6. As diferentes bacias hidrográficas possuem diferentes utilidades e importâncias para a sociedade. Em regra geral, as bacias planálticas, com relevos mais íngremes e acidentados, possuem um potencial hidrelétrico superior às bacias de planícies. Com base no exposto, podemos afirmar: I. A bacia amazônica possui um baixo potencial hidrelétrico em seu leito principal. II. Bacias hidrográficas com baixo potencial hidrelétrico tendem a apresentar uma maior navegabilidade. III. A maior parte dos rios brasileiros, portanto, é de elevado potencial para a geração de eletricidade. IV. A bacia do São Francisco, em função de suas características, não pode ser utilizada para a construção de barragens. Sobre as alternativas acima, é correto dizer que:

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – HIDROGRAFIA - BACIAS HIDROGRÁFICAS NO MUNDO E NO BRASIL a) Apenas as afirmativas I e III estão corretas. b) Apenas a afirmativa I e IV estão corretas. c) Apenas as afirmativas I, II e III estão corretas. d) Apenas as afirmativas II, III e IV estão corretas. e) Apenas as afirmativas III e IV.

7. (ENEM) A situação atual das bacias hidrográficas de São Paulo tem sido alvo de preocupações ambientais: a demanda hídrica é maior que a oferta de água e ocorre excesso de poluição industrial e residencial. Um dos casos mais graves de poluição da água é o da bacia do alto Tietê, onde se localiza a região metropolitana de São Paulo. Os rios Tietê e Pinheiros estão muito poluídos, o que compromete o uso da água pela população. Avalie se as ações apresentadas abaixo são adequadas para se reduzir a poluição desses rios.

I) Investir em mecanismos de reciclagem de água utilizada nos processos industriais. II) Investir em obras que viabilizem a transposição de águas de mananciais adjacentes para os rios poluídos. III) Implementar obras de saneamento básico e construir estações de tratamento de esgotos.

a) apenas em I. b) apenas em II. c) apenas em I e III. d) apenas em II e III. e) em I, II e III. 8. (UNIOESTE) Leia as informações a seguir relativas às condições que se encontram os mananciais de água no Brasil. I. O Aquífero Guarani representa um dos maiores reservatórios subterrâneos de água doce do mundo, estendendo-se por diversos Estados brasileiros, além do Paraguai, Argentina e Uruguai. II. Apesar de estar entre os países que contam com expressivas fontes de água potável, a expansão dos grandes centros urbanos no Brasil vem acontecendo de forma desorganizada, comprometendo as reservas próximas às áreas metropolitanas. III. Entre os fenômenos que comprometem os mananciais temos a eutrofização resultada do lançamento do esgoto sem tratamento adequado em rios e lagos. O esgoto rico em matéria orgânica pode provocar a produção em excesso de nutrientes que aceleram o crescimento de algas que impedem a passagem da luz e dificultam a transferência do oxigênio atmosférico ao meio aquático. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – HIDROGRAFIA - BACIAS HIDROGRÁFICAS NO MUNDO E NO BRASIL IV. Após décadas de investimentos públicos, a Região Metropolitana de São Paulo serve como modelo ao país no que se refere à recuperação bem sucedida de seus mananciais, como é o caso da Represa de Guarapiranga e do Rio Tietê. Assinale a alternativa que contem as informações corretas. (A) I, II e III. (B) II e IV. (C) Apenas a II. (D) Apenas a I. (E) I, II, III e IV. 9. (MACK) Considerando o mapa, é correto afirmar que se trata:

(A) das áreas beneficiadas pelo PAC, projeto do governo federal que busca construir diversas pequenas hidrelétricas, a fim de promover a infraestrutura industrial necessária à região. (B) dos projetos do IBGE para a abertura de poços artesianos, objetivando atender às áreas do Sertão seco. (C) dos projetos desenvolvidos pela SUDENE desde a década de 1970, visando a irrigar as áreas da Zona da Mata Nordestina. (D) das sub-regiões Eixo Norte e Eixo Sul, onde há um reordenamento energético, visando à crescente infraestrutura industrial local. (E) da polêmica Transposição do Rio São Francisco, projeto iniciado em 2007, que prevê a construção de 720 quilômetros de canais, para abastecer as áreas mais castigadas pela seca.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – HIDROGRAFIA - BACIAS HIDROGRÁFICAS NO MUNDO E NO BRASIL 10. (UENP) Sobre as bacias hidrográficas do Brasil analise as assertivas abaixo. I. A bacia do rio Paraná é a que possui maior potencial hidráulico instalado. II. O rio Amazonas possui baixo potencial hidráulico, no entanto seus afluentes têm grande potencial hidroenergético a ser instalado. III. Na bacia do rio Tocantins encontra-se instalada a usina de Tucuruí, a maior hidrelétrica da região Norte do país, construída para atender à principal região produtora de alumínio do país. IV. Na bacia do rio São Francisco localizam-se algumas das principais usinas hidrelétricas do Brasil, tais como: Três Marias, Sobradinho, Itaparica e Xingó. Estão corretas: (A) apenas I e II. (B) apenas II e III. (C) apenas III e IV. (D) apenas I e IV. (E) todas as assertivas.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – GEOGRAFIA – HIDROGRAFIA - BACIAS HIDROGRÁFICAS NO MUNDO E NO BRASIL

GABARITO

1. B

2. D

6. C

7. C

3. 01 + 02 + 08 = 11. 8. A

4. B

5. C

9. E

10. E

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – DITADURAS LATINAS – AS OUTRAS REPRESENTAÇÕES MILITARES LATINAS 1. (Uerj 2019)

Entre 1967 e 1968, com destaque para o ano de 1968, ocorreram em vários países movimentos de contestação de grandes proporções e com motivações variadas, como retratado nas fotos. Um dos aspectos comuns entre esses movimentos foi: a) crítica dos partidos políticos à bipolaridade internacional b) oposição de segmentos sociais a decisões governamentais c) repressão dos protestos populares pelas autoridades militares d) agravamento de problemas financeiros pelo mercado mundializado 2. (Unicamp 2018) “Como na Argentina: Os corpos brotam do chão, como na Argentina. Corpo não é reciclável. Corpo não é reduzível. Dá para dissolver os corpos em ácido, mas não haveria ácido que chegasse para os assassinados do século. Valas mais fundas, mais escombros, nada adianta. Sempre sobra um dedo acusando. O corpo é como o nosso passado, não existe mais e não vai embora. Tentaram largar o corpo no meio do mar e não deu certo. O corpo boia. O corpo volta. Tentaram forjar o protocolo – foi suicídio, estava fugindo – e o corpo desmentia tudo. O corpo incomoda. O corpo faz muito silêncio. Consciência não é biodegradável. Memórias não apodrecem. Ficam os dentes.” (Luís Fernando Veríssimo, “Como na Argentina”, em A mãe do Freud. Porto Alegre: L&PM Editores, 1985, p. 46.) proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – DITADURAS LATINAS – AS OUTRAS REPRESENTAÇÕES MILITARES LATINAS O texto se refere a) ao trauma coletivo das políticas repressivas e crimes de Estado praticados pelos regimes ditatoriais latino-americanos. b) à memória dos exilados fugidos dos regimes ditatoriais latino-americanos da segunda metade do século XX. c) ao movimento dos Montoneros, em busca de seus filhos e netos desaparecidos no período da ditadura na Argentina. d) aos julgamentos em andamento contra o clientelismo do regime peronista praticada na Argentina. 3. (Pucrj 2018) Sobre o impacto da Revolução Cubana nas relações entre os EUA e a América Latina na década de 1960, assinale a alternativa correta: a) A América Latina tornou-se o foco principal de preocupações militares para os norte-americanos no panorama da Guerra Fria neste período. b) Os EUA passaram a investir também em programas que garantissem a expansão da influência norteamericana por via pacífica, como a Aliança para o Progresso. c) Houve momentos de enfrentamento e tensão, como a bem-sucedida invasão da baía dos Porcos, em abril de 1961, por forças anticastristas. d) A crise dos mísseis cubanos, em 1962, resultou de testes realizados com armas nucleares soviéticas em território cubano. e) Os EUA abandonam a política praticada até então, que consistia na necessidade de exportar a democracia para os demais povos do continente. 4. (Fmp 2018) Sobre o seu exílio no Chile, o jornalista Fernando Gabeira escreveu: Irrazabal chama-se a rua por onde caminhávamos em setembro. É um nome inesquecível porque jamais conseguimos pronunciá-lo corretamente em espanhol e porque foi ali, pela primeira vez, que vimos passar um caminhão cheio de cadáveres. Era uma tarde de setembro de 1973, em Santiago do Chile, perto da praça Nunoa, a apenas alguns minutos do toque de recolher. GABEIRA, F. O que é isso, companheiro? São Paulo: Companhia das Letras, 2009, p. 10.

A narrativa do autor retrata os tempos da a) colaboração entre revolucionários chilenos e brasileiros b) ascensão do regime democrático de Augusto Pinochet c) repressão brutal da ditadura comunista chilena d) intervenção cubana nos governos da América do Sul e) derrubada do governo socialista de Salvador Allende 5. (Ufu 2018) “A Revolução Mexicana, que marca o início da Idade Contemporânea na América Latina, (...) derrotou a hegemonia da oligarquia, substituindo-a por uma burguesia agrária, desencadeando mudanças significativas na economia, na política, na diplomacia, nos campos social e cultural e nas relações entre Estado e Igreja.” RAMPINELLI, W.J. A Revolução Mexicana: seu alcance regional, precursores, a luta de classes e a relação com os povos originários. Revista Espaço Acadêmico, n.126, nov.2011, p.90. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – DITADURAS LATINAS – AS OUTRAS REPRESENTAÇÕES MILITARES LATINAS Sobre os adventos que envolvem o processo revolucionário mexicano, é INCORRETO afirmar que a) Porfírio Diaz, um dos principais nomes da revolução, defendia a realização de reformas trabalhistas e agrárias já no decurso do processo revolucionário, sem esperar as decisões de um futuro Poder Legislativo. b) os intelectuais tiveram papel fundamental como precursores da revolução, em especial, aqueles vinculados às classes média e baixa, como Ricardo Flores Magón. c) o programa do Partido Liberal Mexicano, de 1906, foi o primeiro documento público com a exposição dos 52 pontos que continham as principais ideias da revolução, fazendo um chamado ao povo sobre a vida nacional. d) Emiliano Zapata comandava o Exército Libertador do Sul, que era formado essencialmente por camponeses, que não dispunham de uma visão nacional da revolução, apenas buscavam a defesa de suas tradições e de suas terras. 6. (Mackenzie 2018) O excerto abaixo aponta para uma dimensão de análise a respeito das ditaduras implantadas na América Latina. Leia-o. “Esse plano [de análise], por mais difuso, é de mais difícil apreensão. Ficou patente nos boicotes que industriais e comerciantes realizaram no Chile para desgastar a presidência de Salvador Allende; na conhecida ‘Marcha da Família com Deus pela Liberdade’, realizada em São Paulo em protesto contra João Goulart pouco antes de sua deposição; na lealdade de parte das camadas médias e altas chilenas para com a figura incensada do general Augusto Pinochet; nas redes de cumplicidade com o sistema repressivo durante o regime militar na Argentina”. Maria Lígia Prado e Gabriela Pellegrino. História da América Latina. São Paulo: Contexto, 2016, p.168

No contexto considerado, o texto aponta para uma cultura política autoritária que, nas sociedades em questão, a) se limitava à atuação repressiva das autoridades militares, em consonância com setores populares, em busca de melhores perspectivas políticas e econômicas. b) ultrapassava o domínio das Forças Armadas e do Estado e se disseminava por meio de posturas autoritárias de extensos setores sociais que apoiaram os golpes. c) ultrapassava a articulação política interna e criava condições para uma aliança de amplos setores sociais com grandes potências imperialistas do continente europeu. d) criava condições para o surgimento de grupos sociais opositores, com destacada atuação parlamentar e guerrilheira contra os regimes de exceção no continente. e) impossibilitava qualquer organização de grupos civis, pois concentrava todo e qualquer poder em grupos das Forças Armadas articulados com os governos nacionais. 7. (Imed 2018) Leia o fragmento textual abaixo. “Naquele início dos anos 60, Paris vivia a febre da Revolução Cubana e fervilhava de jovens dos cinco continentes que, como Paul, sonhavam repetir em seus países a saga de Fidel Castro e seus barbudos, e para isso se preparavam, a sério ou nem tanto, em conspirações de bar”. Fonte: VARGAS LLOSA, Mario. Travessuras de menina má. Rio de Janeiro: Objetiva, 2006, p. 21.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – DITADURAS LATINAS – AS OUTRAS REPRESENTAÇÕES MILITARES LATINAS A partir do texto e de seus conhecimentos sobre a Revolução Cubana (1959), marque a alternativa correta: a) A Revolução Cubana (1959), mencionada no texto, contou com o apoio dos Estados Unidos, país que tinha interesse no término do domínio espanhol da Ilha, o qual durou até o fim da década de 1950. b) Fidel Castro, citado no fragmento textual, foi o principal líder da Revolução Cubana (1959), porém abandonou Cuba em 1960, deixando Che Guevara como presidente do país. c) Cuba, país que fica no istmo da América Central, ainda possui um governo comandado por um partido comunista, o que não a impediu de reatar relações diplomáticas com os Estados Unidos à época do governo de Barack Obama. d) No início, a Revolução Cubana (1959) não tinha orientação abertamente socialista. Entretanto, em 1961, o governo revolucionário declarou a Ilha seguidora dessa doutrina, o que levou às tentativas de intervenções norte-americanas para derrubar o regime de Fidel Castro. e) Atualmente, não há qualquer relação diplomática entre Cuba e Estados Unidos, pois este não possui embaixadas em países com governos autoritários. 8. (Fuvest 2018) Aqui no Chile estava se construindo, entre imensas dificuldades, uma sociedade verdadeiramente justa, erguida sobre a base de nossa soberania, de nosso orgulho nacional, do heroísmo dos melhores habitantes do Chile. Do nosso lado, do lado da revolução chilena, estavam a constituição e a lei, a democracia e a esperança. Pablo Neruda. Confesso que vivi. Memórias. Rio de Janeiro: Difel, 1980.

Nesse texto, a) “soberania” está relacionada às campanhas de privatização das minas de estanho e salitre, que até então eram mantidas por capitais anglo-americanos. b) “heroísmo” refere-se aos embates armados, travados com setores da democracia cristã e com as comunidades indígenas dos araucanos. c) “a constituição e a lei” é uma referência ao novo ordenamento jurídico implantado após o golpe promovido pela Unidade Popular. d) “democracia” alude a um traço peculiar da via chilena para o socialismo, pois o presidente Salvador Allende chegou ao poder pelo voto. e) “esperança” traduz a expectativa resultante do apoio econômico e estratégico que havia sido obtido junto aos Estados Unidos e França. 9. (Pucsp 2018) No Uruguai, o governo do presidente Jorge Pacheco Areco (1967-1972) assumiu uma postura autoritária e centralizadora diante das manifestações populares no período conhecido como “Pachecato”. É CORRETO afirmar que seu sucessor, Juan María Bordaberry a) liberalizou o regime, negociando com os grupos de esquerda, e principalmente com os tupamaros, para restabelecer a democracia a partir de 1973. b) ampliou os poderes do Parlamento para buscar controlar as atividades dos tupamaros e outros grupos considerados terroristas. c) deu sequência e aprofundou a postura autoritária anterior, participando do “golpe em câmera lenta”, o qual estabeleceu a ditadura que durou entre 1973 e 1985. d) convocou os militares para garantir a segurança das atividades parlamentares que eram impedidas pelos grupos terroristas. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – DITADURAS LATINAS – AS OUTRAS REPRESENTAÇÕES MILITARES LATINAS 10. (Ufrgs 2018) Leia o segmento abaixo. Milton Friedman aprendeu a explorar os choques e crises de grande porte em meados da década de 1970, quando atuou como conselheiro do ditador chileno, o general Augusto Pinochet. Enquanto os chilenos se encontravam em estado de choque logo após o violento golpe de Estado, o país sofria o trauma de uma severa hiperinflação. Friedman aconselhou Pinochet a impor uma reforma econômica bastante rápida corte de impostos, livre-comércio, serviços privatizados, corte nos gastos sociais e desregulamentação. (...). Foi a estratégia mais extrema de apropriação capitalista jamais tentada em qualquer lugar, e ficou conhecida como a "revolução da Escola de Chicago"(...). KLEIN, Naomi. A Doutrina de Choque: a ascensão do capitalismo de desastre. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008. p. 17.

O segmento faz menção à política econômica imposta pela ditadura de Augusto Pinochet no Chile (19731990), sob a orientação dos economistas da chamada “Escola de Chicago”, entre eles Milton Friedman. Assinale a alternativa que indica essa política e suas características. a) Adoção de uma política econômica socialista de democratização da renda nacional, com a realização de reformas, como a agrária e a bancária, e o aumento de salários para os trabalhadores. b) Implementação de uma política econômica neoliberal de transferência de serviços públicos a empresas privadas, de contração da renda dos trabalhadores e de abertura econômica ao capital financeiro internacional. c) Favorecimento a um programa econômico de reforço do capital industrial nacional e de conciliação entre os interesses de grupos empresariais, proprietários rurais e trabalhadores do campo e da cidade. d) Incentivo a uma política nacionalista de substituição de importações no setor industrial, com a reestatização de diversas empresas que haviam sido privatizadas na década anterior. e) Aplicação de medidas liberais em diversas áreas da vida econômica do país, com a manutenção das proteções e reformas sociais implementadas pelos governos anteriores.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – DITADURAS LATINAS – AS OUTRAS REPRESENTAÇÕES MILITARES LATINAS GABARITO

1. B 6. B

2. A 7. D

3. B 8. D

4. E 9. C

5. A 10. B

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – A GUERRA FRIA - 1956-1981 - OS TEMPOS DA COEXISTÊNCIA PACÍFICA 1. (Unesp 2017) Em 1955 foi realizada na Indonésia a Conferência de Bandung, que lançou as bases do chamado Movimento dos Não Alinhados. Considerando o contexto do Pós-Segunda Guerra Mundial, a Conferência de Bandung expressava a) uma manifestação pelo reconhecimento internacional da hegemonia asiática sobre a economia do pósguerra. b) uma ruptura com os padrões socioculturais preconizados pela Tríplice Aliança e pela Tríplice Entente. c) a resistência política contra os confrontos armados entre os Países Aliados e os Países do Eixo. d) a consolidação da influência socialista no hemisfério oriental, com a redefinição de antigas fronteiras políticas. e) a tentativa de alguns países de se manterem neutros diante da bipolaridade estabelecida pela Guerra Fria. 2. (Uerj 2014) Em 25 de junho de 1950, tropas da Coreia do Norte ultrapassaram o Paralelo 38, que delimitava a fronteira com a Coreia do Sul. Com a aprovação do Conselho de Segurança da ONU, quinze países enviaram tropas em defesa da Coreia do Sul, comandadas pelo general norte-americano Douglas MacArthur. Após três anos de combate, foi assinado um armistício em 27 de julho de 1953, mantendo a divisão entre as Coreias. Adaptado de cpdoc.fgv.br.

O governo norte-coreano anunciou recentemente que não mais reconheceria o armistício assinado em 1953, o que trouxe novamente ao debate o episódio da Guerra da Coreia. O fator que explica a dimensão assumida por essa guerra na década de 1950 está apresentado em: a) mundialização do acesso a fontes de energia b) bipolaridade das relações políticas internacionais c) hegemonia soviética em países do Terceiro Mundo d) criação de multinacionais japonesas no extremo Oriente 3. (Uerj 2014)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – A GUERRA FRIA - 1956-1981 - OS TEMPOS DA COEXISTÊNCIA PACÍFICA

Na década de 1960, muitas expressões artísticas representaram uma postura crítica frente a problemas da época, em especial os conflitos da Guerra Fria. Um exemplo é o Festival de Woodstock, ocorrido em 1969 nos E.U.A., em cujo cartaz se lê “Três dias de paz e música”. Nesse contexto da década de 1960, destacava-se a denúncia sobre: a) presença soviética na China b) intervenção militar no Vietnã c) dominação europeia na África do Sul d) exploração econômica no Oriente Médio 4. (Pucrs 2017) “Guerra improvável, paz impossível”, disse o historiador francês Raymond Aron. A frase ilustra as relações internacionais Pós-Segunda Guerra Mundial. Sobre esse contexto, é correto afirmar: a) A intensa rivalidade entre as superpotências lançava o risco de guerra, resultando numa corrida armamentista. Entretanto, a disputa armamentista suscitava o risco de destruição em massa, afastando a possibilidade de uma guerra direta entre as superpotências. b) O projeto Guerra nas Estrelas foi desenvolvido pela URSS como forma de garantir a hegemonia políticomilitar, sendo neutralizado pelos EUA, que, para isso, se valeram de campanhas com forte conteúdo ideológico e da extensão do seu domínio sobre o Terceiro Mundo. c) Os EUA, debilitados pelo aumento dos gastos militares, limitaram-se comercialmente, perdendo importantes áreas de controle na América Latina para o bloco soviético. d) Os movimentos revolucionários financiados pela URSS eclodiram principalmente no Terceiro Mundo. e) Os EUA buscaram abrir, estrategicamente, a economia dos países socialistas como forma de controle, tentando uma aliança econômica, apesar das divergências político-ideológicas. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – A GUERRA FRIA - 1956-1981 - OS TEMPOS DA COEXISTÊNCIA PACÍFICA 5. (Fmp 2017) O texto a seguir é um fragmento da letra da canção My Generation, gravada em 1965 pela banda britânica de rock The Who e livremente traduzida para o português. As pessoas tentam fazer pouco da gente Simplesmente porque existimos A barra não anda muito legal Espero morrer antes de ficar velho Esta é a minha geração MUGGIATI, R. Rock, o grito e o mito: música pop como forma de comunicação e contracultura. Petrópolis: Vozes, 1973. p. 47.

No mundo polarizado da Guerra Fria, que atitude da juventude daquela época está referida na canção? a) O inconformismo com os valores vigentes b) O hedonismo como tradução da expressão carpe diem c) O psicodelismo com apologia do uso de entorpecentes d) A resignação diante da primazia das tradições e) A contestação com filiação explícita ao anarquismo 6. (Fuvest 2013) O que acontece quando a gente se vê duplicado na televisão? (...) Aprendemos não só durante os anos de formação mas também na prática a lidar com nós mesmos com esse “eu” duplo. E, mais tarde, (...) em 1974, ainda detido para averiguação na penitenciária de Colônia-Ossendorf, quando me foi atendida, sem problemas, a solicitação de um aparelho de televisão na cela, apenas durante o período da Copa do Mundo, os acontecimentos na tela me dividiram em vários sentidos. Não quando os poloneses jogaram uma partida fantástica sob uma chuva torrencial, não quando a partida contra a Austrália foi vitoriosa e houve um empate contra o Chile, aconteceu quando a Alemanha jogou contra a Alemanha. Torcer para quem? Eu ou eu torci para quem? Para que lado vibrar? Qual Alemanha venceu? Gunter Grass. Meu século. Rio de Janeiro: Record, 2000, p. 237. Adaptado.

O trecho acima, extraído de uma obra literária, alude a um acontecimento diretamente relacionado a) à política nazista de fomento aos esportes considerados “arianos” na Alemanha. b) ao aumento da criminalidade na Alemanha, com o fim da Segunda Guerra Mundial. c) à Guerra Fria e à divisão política da Alemanha em duas partes, a “ocidental” e a “oriental”. d) ao recente aumento da população de imigrantes na Alemanha e reforço de sentimentos xenófobos. e) ao caráter despolitizado dos esportes em um contexto de capitalismo globalizado. 7. (Unicamp 2011) Para muitos norte-americanos, Vietnã é o nome de uma guerra, não de um país. Os vietnamitas parecem figuras sombrias, sem nome nem rosto, vítimas desamparadas ou agressores cruéis. A história começa apenas quando os Estados Unidos entram em cena. (Adaptado de Marvin E. Gettleman et. alli (Ed.), Vietnam and America: a documented history. New York: Grove Press, 1995, p. xiii.)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – A GUERRA FRIA - 1956-1981 - OS TEMPOS DA COEXISTÊNCIA PACÍFICA Esse desconhecimento dos norte-americanos quanto a seus adversários na Guerra do Vietnã pode ser relacionado ao fato de os norte-americanos a) promoverem uma guerra de trincheiras, enquanto os vietnamitas comunistas movimentavam seus batalhões pela selva. Contando com um forte apoio popular, os Estados Unidos permaneceram por anos nesse conflito, mas não conseguiram derrotar os vietnamitas. b) invadirem e ocuparem o território vietnamita, desmantelando os batalhões comunistas graças à superioridade americana em treinamento militar e armamentos. Apesar do apoio popular à guerra, os Estados Unidos desocuparam o território vietnamita. c) desconhecerem as tradições dos vietnamitas, organizados em torno de líderes tribais, que eram os chefes militares de seus clãs. Sem ter um Estado como adversário, o conflito se arrastou e, sem apoio popular, os Estados Unidos acabaram se retirando. d) encontrarem grande dificuldade em enfrentar as táticas de guerrilha dos vietnamitas comunistas, que tinham maior conhecimento territorial. Após várias derrotas e sem apoio popular em seu próprio país, os Estados Unidos retiraram suas tropas do Vietnã. 8. (Ufsm 2014)

Em 9 de novembro é derrubado o Muro de Berlim. O governo [da Alemanha Oriental] não tinha condições de mantê-lo, a menos que partisse para uma repressão sangrenta. [...] Em apenas 3 dias, pelo menos 2 milhões de alemães-orientais passaram para Berlim Ocidental. [...] Já no lado ocidental, os alemãesorientais formavam filas enormes diante das discotecas e de lojas pornôs [...]. Embora não tivessem dinheiro suficiente para comprar, as pessoas olhavam tudo como se fosse um grande parque de diversões. ARBEX JR., José. Revolução em 3 tempos: URSS, Alemanha, China. SP: Moderna, 1993. p. 54-56.

A partir do texto, pode-se afirmar que a queda do Muro de Berlim, em 1989, Indica

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – A GUERRA FRIA - 1956-1981 - OS TEMPOS DA COEXISTÊNCIA PACÍFICA a) a falência do modelo socialista soviético em atender às demandas da população quanto à liberdade individual e ao consumo de bens e serviços. b) as grandes realizações do modelo socialista na saúde e educação, capazes de manter as massas distantes dos apelos do mundo do consumo de bens privados, próprios da economia capitalista. c) o resultado do cerco militar das potências capitalistas e, consequentemente, o esgotamento do sistema socialista de atender às demandas das populações dos países do Leste Europeu. d) o vigor do modelo socialista adotado pela Alemanha Oriental, o qual repetia o padrão soviético, porém era mais brando quanto à livre organização da sociedade e à liberdade de imprensa. e) a crise do capitalismo dos países da Europa Ocidental e dos Estados Unidos, com o esgotamento do Estado do Bem-Estar Social e a retração da sociedade de consumo. 9. (Fatec 2013) No dia 25 de agosto de 2012, o jornal O Estado de S. Paulo publicou a seguinte notícia: O astronauta norte-americano Neil Armstrong, primeiro homem a pisar na Lua, morreu neste sábado aos 82 anos. Em 1958, Armstrong foi selecionado para ser um dos pilotos-engenheiros do programa “Homem no Espaço Mais Cedo”, da Força Aérea, com o qual os EUA pretendiam competir com o programa espacial soviético, mais avançado à época. A partir de 1962, ele passou a integrar o corpo de astronautas da NASA (Administração Nacional de Aeronáutica e Espaço), do qual era um dos dois únicos civis. Sua frase mais famosa foi quando seus pés tocaram a superfície lunar pela primeira vez: “Um pequeno passo para um homem, mas um grande passo para a humanidade”. (Adaptado) Considerando as informações da reportagem sobre o astronauta Neil Armstrong e o programa espacial dos EUA, é correto afirmar que a) os EUA realizaram o programa de envio do homem à Lua com apoio do governo soviético. b) o astronauta Neil Armstrong pode ser considerado um herói da Segunda Guerra Mundial. c) o desenvolvimento de programas espaciais foi uma das características da Guerra Fria. d) o astronauta Neil Armstrong participou da equipe soviética que chegou primeiro à Lua. e) os programas espaciais dos EUA contavam apenas com a participação de militares. 10. (Upf 2014) Observe a charge:

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – A GUERRA FRIA - 1956-1981 - OS TEMPOS DA COEXISTÊNCIA PACÍFICA A charge mostra Harry Trumann e Josef Stalin jogando futebol com uma bola que representa o Planeta Terra. Trata-se de uma representação da chamada Guerra Fria, que pode ser definida como: a) Política da “paz armada”, desenvolvida pelas grandes potências no final do século XIX, da qual resultaram tratados de alianças como a Tríplice Entente e a Tríplice Aliança e que levou à Primeira Guerra Mundial. b) Estado de tensão permanente entre o bloco capitalista, liderado pelos Estados Unidos, e o bloco socialista, liderado pela União Soviética, resultante da disputa entre essas duas potências por uma posição hegemônica no contexto internacional no período posterior à Segunda Guerra Mundial. c) Tensão militar ocorrida entre Inglaterra e Alemanha, no final do século XIX, motivada pela disputa, entre os dois Estados Nacionais, pelo controle do comércio internacional. d) Estratégia desenvolvida pelos Estados Unidos objetivando conter a expansão imperialista da União Soviética, nação que emergiu da Segunda Guerra Mundial como a maior potência econômica e militar do mundo. e) Choque ocorrido entre as potências industrializadas europeias, entre o final do século XIX e o início do século XX, decorrente da disputa pelas colônias na África e na Ásia.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – HISTÓRIA – A GUERRA FRIA - 1956-1981 - OS TEMPOS DA COEXISTÊNCIA PACÍFICA GABARITO

1. E 6. C

2. B 7. D

3. B 8. A

4. A 9. C

5. A 10. B

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – FENÔMENOS ONDULATÓRIOS 1. (Pucsp 1998) Para determinar a profundidade de um poço de petróleo, um cientista emitiu com uma fonte, na abertura do poço, ondas sonoras de frequência 220 Hz. Sabendo-se que o comprimento de onda, durante o percurso, é de 1,5 m e que o cientista recebe como resposta um eco após 8 s, a profundidade do poço é a) 2640 m b) 1440 m c) 2880 m d) 1320 m e) 330 m 2. (Pucmg 1999) I. Se uma fonte sonora se aproxima de um observador, a frequência percebida por este é menor do que a que seria percebida por ele se a fonte estivesse em repouso em relação a esse mesmo observador. II. As ondas sonoras são exemplos de ondas longitudinais, e as ondas eletromagnéticas são exemplos de ondas transversais. III. A interferência é um fenômeno que só pode ocorrer com ondas transversais. Assinale: a) se apenas as afirmativas I e II forem falsas b) se apenas as afirmativas II e III forem falsas c) se apenas as afirmativas I e III forem falsas d) se todas forem verdadeiras e) se todas forem falsas 3. (Ufrn 2000) O radar é um dos equipamentos usados para controlar a velocidade dos veículos nas estradas. Ele é fixado no chão e emite um feixe de micro-ondas que incide sobre o veículo e, em parte, é refletido para o aparelho. O radar mede a diferença entre a frequência do feixe emitido e a do feixe refletido. A partir dessa diferença de frequências, é possível medir a velocidade do automóvel. O que fundamenta o uso do radar para essa finalidade é o(a) a) lei da refração. b) efeito fotoelétrico. c) lei da reflexão. d) efeito Doppler. 4. (Puccamp 2000) Um professor lê o seu jornal sentado no banco de uma praça e, atento às ondas sonoras, analisa três eventos I. O alarme de um carro dispara quando o proprietário abre a tampa do porta-malas. II. Uma ambulância se aproxima da praça com a sirene ligada. III. Um mau motorista, impaciente, após passar pela praça, afasta-se com a buzina permanentemente ligada. O professor percebe o Efeito Doppler apenas

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – FENÔMENOS ONDULATÓRIOS a) no evento I, com frequência sonora invariável b) nos eventos I e II, com diminuição da frequência. c) nos eventos I e III, com aumento da frequência. d) nos eventos II e III, com diminuição da frequência em II e aumento em III. e) o nos eventos II e III, com aumento da frequência em II e diminuição em III. 5. (Pucrs 2001) Ondas sonoras e luminosas emitidas por fontes em movimentos em relação a um observador são recebidas por este com frequência diferente da original. Este fenômeno, que permite saber, por exemplo, se uma estrela se afasta ou se aproxima da Terra, é denominado de efeito a) Joule. b) Oersted. c) Doppler. d) Volta. e) Faraday. 6. No ouvido, para a chegada de informações sonoras ao cérebro, o som se propaga, de modo simplificado, por três meios consecutivos: o ar, no ouvido médio, um meio sólido (os ossos martelo, bigorna e estribo) e um meio líquido, no interior da cóclea. Ao longo desse percurso, as ondas sonoras têm a) mudança de frequência de um meio para o outro. b) manutenção da amplitude entre os meios. c) mudança de velocidade de propagação de um meio para o outro. d) manutenção na forma de onda e na frequência entre os meios. 7. Existe uma possibilidade de mudar a frequência de uma onda eletromagnética por simples reflexão. Se a superfície refletora estiver em movimento de aproximação ou afastamento da fonte emissora, a onda refletida terá, respectivamente, frequência maior ou menor do que a onda original. Esse fenômeno, utilizado pelos radares (RaDAR é uma sigla de origem inglesa: Radio Detection And Ranging ), é conhecido como efeito a) Doppler. b) Faraday. c) Fotoelétrico. d) Magnus. e) Zeeman. 8. Em relação a ondas sonoras, assinale o que for correto. 01) A velocidade de propagação das ondas sonoras não depende da velocidade da fonte emissora. 02) A velocidade de propagação do som em sólidos é menor do que a velocidade de propagação do som em gases, porque os sólidos oferecem uma resistência à passagem das ondas sonoras maior do que a resistência oferecida pelos gases. 04) A frequência das ondas sonoras depende da velocidade da fonte emissora. 08) A velocidade de propagação do som em um gás depende da sua temperatura. 16) A velocidade de propagação do som no ar e no vácuo é praticamente a mesma, pois o ar quase não oferece resistência à passagem das ondas sonoras. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – FENÔMENOS ONDULATÓRIOS 9. Ao sintonizar uma estação de rádio AM, o ouvinte está selecionando apenas uma dentre as inúmeras ondas que chegam à antena receptora do aparelho. Essa seleção acontece em razão da ressonância do circuito receptor com a onda que se propaga. O fenômeno físico abordado no texto é dependente de qual característica da onda? a) Amplitude. b) Polarização. c) Frequência. d) Intensidade. e) Velocidade. 10. Considerando o estudo sobre Ondas e os fenômenos ondulatórios, analise as afirmações abaixo. I. No fenômeno da reflexão das ondas, o ângulo formado entre o raio de onda incidente e a reta normal à superfície, é sempre igual ao ângulo formado entre o raio de onda refletido e a reta normal à superfície. II. No fenômeno da refração, a onda passa de um meio para outro, mas a sua velocidade não se altera, o que faz com que o seu comprimento de onda permaneça o mesmo. III. No fenômeno da difração, as ondas têm a capacidade de contornar obstáculos ou fendas. IV. No fenômeno da polarização das ondas, a direção de vibração é perpendicular à direção de propagação e ocorre com ondas longitudinais. Estão corretas apenas as afirmativas a) I e II. b) II, III e IV. c) I e III. d) I, II e IV.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – FENÔMENOS ONDULATÓRIOS GABARITO 1. D 6. C

2. C 7. A

3. D 8. 13

4. E 9. C

5. C 10. C

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – ESPELHOS E LENTES - RAIOS PARTICULARES 1. (Acafe 2018) Um professor de física guardou quatro sistemas ópticos (lentes esféricas ou espelhos) em quatro caixas, uma caixa para cada um deles, numeradas de 1 a 4, conforme figuras.

Após mostrar as caixas, forneceu algumas informações sobre os sistemas ópticos contidos nas mesmas, conforme a tabela abaixo. Esse sistema conjuga uma imagem direita e menor de Sistema óptico dentro da caixa um determinado objeto. 1 Sistema óptico dentro da caixa 2 Sistema óptico dentro da caixa 3 Sistema óptico dentro da caixa 4

A imagem de um objeto, conjugada por esse sistema, é virtual e de mesmo tamanho do objeto. A imagem de um objeto, conjugada por esse sistema, pode ser projetada em um anteparo. Esse sistema pode conjugar uma imagem real e de mesmo tamanho de um determinado objeto.

Assinale a alternativa que contém todas as afirmações corretas. I. O sistema óptico dentro da caixa 1 pode ser um espelho convexo ou uma lente divergente. II. O sistema óptico dentro da caixa 2 tem seu princípio de funcionamento baseado no fenômeno da refração da luz. III. Dentro da caixa 2 temos um espelho plano. IV. Dentro da caixa 4 podemos ter uma lente divergente. V. As caixas 3 e 4 podem conter o mesmo sistema óptico. É correto o que se afirma em: a) II – III – IV b) I – II – III c) I – III–- V d) I – III – IV 2. (Fepar 2018) A foto a seguir mostra um dentista examinando uma paciente por meio de um pequeno espelho esférico conhecido popularmente como espelho de dentista. O profissional utiliza o instrumento para observar o estado do dente do paciente.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – ESPELHOS E LENTES - RAIOS PARTICULARES Com base em seus conceitos físicos, julgue as afirmativas que seguem. 1 1 1   f p p'

( ( (

) A principal função desse tipo de espelho é ampliar o campo visual. ) Se o objeto (dente) for posicionado no foco principal do espelho, a imagem será real. ) Esse modelo de espelho pode ser utilizado para refletir a luz de um objeto luminoso, pois possui comportamento convergente, iluminando assim áreas da boca com formação de sombras, como as regiões voltadas para a garganta. ( ) Num espelho esférico com raio de curvatura de 10 mm, um dente de 0,8 mm de altura é posicionado a 1mm do vértice do espelho. A abscissa da imagem é de 1,25 mm. ( ) Para o dente posicionado entre o vértice e o foco principal desse espelho, temos para um objeto real uma imagem de natureza virtual, orientação direita e maior que o objeto. 3. (Espcex (Aman) 2018) O espelho retrovisor de um carro e o espelho em portas de elevador são, geralmente, espelhos esféricos convexos. Para um objeto real, um espelho convexo gaussiano forma uma imagem a) real e menor. b) virtual e menor. c) real e maior. d) virtual e invertida. e) real e direita. 4. (Imed 2018) Uma mulher de 170 cm de altura, decide ir a uma boate com suas amigas e fica em frente ao espelho plano de seu quarto para terminar sua maquiagem. Sabe-se que ela se encontra a um metro do espelho. Qual das alternativas abaixo está INCORRETA: a) A altura da imagem da mulher é de 170 cm. b) A mulher se encontra a um metro da sua imagem. c) A mulher se encontra a dois metros de sua imagem. d) A imagem da mulher se encontra a um metro do espelho. e) A imagem da mulher é virtual. 5. (Puccamp 2018) As imagens projetadas nas telas dos cinemas são reais e maiores que o objeto. Se o sistema óptico do projetor de um cinema fosse constituído apenas por uma lente de distância focal f, esta seria a) divergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da lente menor que f. b) divergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da lente maior que f e menor que 2f. c) convergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da lente menor que f. d) convergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da lente maior que f e menor que 2f. e) convergente, e o objeto deveria ser colocado a uma distância da lente maior que 2f.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – ESPELHOS E LENTES - RAIOS PARTICULARES 6. (Unesp 1992) O diafragma mostra um objeto (O), sua imagem (I) e o trajeto de dois raios luminosos que saem do objeto.

Que dispositivo óptico colocado sobre a linha PQ produzirá a imagem mostrada? a) Espelho plano. b) Espelho côncavo. c) Espelho convexo. d) Lente convergente. e) Lente divergente. 7. (Unesp 1992) Isaac Newton foi o criador do telescópio refletor. O mais caro desses instrumentos até hoje fabricado pelo homem, o telescópio espacial Hubble (1,6 bilhão de dólares), colocado em órbita terrestre em 1990, apresentou em seu espelho côncavo, dentre outros, um defeito de fabricação que impede a obtenção de imagens bem definidas das estrelas distantes (O Estado de São Paulo, 01/08/91, p.14). Qual das figuras a seguir representaria o funcionamento perfeito do espelho do telescópio?

8. (Cesgranrio 1998) Uma lente biconvexa é imersa dois líquidos A e B, comportando-se, ora como lente convergente, ora como lente divergente, conforme indicam as figuras a seguir.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – ESPELHOS E LENTES - RAIOS PARTICULARES

Sendo nA, nB e nC, os índices de refração do líquido A, do líquido B e da lente, respectivamente, então é correto afirmar que: a) nA < nB < nC b) nA < nC < nB c) nB < nA < nC d) nB < nC < nA e) nC < nB < nA 9. (Pucsp 2004) As figuras a seguir são fotografias de feixes de luz paralelos que incidem e atravessam duas lentes esféricas imersas no ar. Considere que as lentes são feitas de um material cujo índice de refração absoluto é maior do que o índice de refração do ar.

Sobre essa situação fazem-se as seguintes afirmações: I - A lente da figura A comporta-se como lente convergente e a lente da figura B comporta-se como lente divergente. II - O comportamento óptico da lente da figura A não mudaria se ela fosse imersa em um líquido de índice de refração absoluto maior que o índice de refração absoluto do material que constitui a lente. III - Lentes com propriedades ópticas iguais às da lente da figura B podem ser utilizadas por pessoas portadoras de miopia. IV - Para queimar uma folha de papel, concentrando a luz solar com apenas uma lente, uma pessoa poderia utilizar a lente B.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – ESPELHOS E LENTES - RAIOS PARTICULARES Das afirmações, estão corretas apenas a) I e II. b) II e III. c) I e III. d) II e IV. e) I, III e IV 10. (Ufrgs 2004) Selecione a alternativa que preenche corretamente as lacunas do texto a seguir, na ordem em que elas aparecem. Na figura a seguir, E representa um espelho esférico, a seta O representa um objeto real colocado diante do espelho e r indica a trajetória de um dos infinitos raios de luz que atingem o espelho, provenientes do objeto. Os números na figura representam pontos sobre o eixo ótico do espelho.

Analisando a figura, conclui-se que E é um espelho ........ e que o ponto identificado pelo número ........ está situado no plano focal do espelho. a) côncavo - 1 b) côncavo - 2 c) côncavo - 3 d) convexo - 1 e) convexo - 3

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – FÍSICA – ESPELHOS E LENTES - RAIOS PARTICULARES GABARITO 1. C 6. E

2. F – F – V – V – V. 7. D

3. E 8. B

4. B 9. C

5. D 10. E

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – CINÉTICA QUÍMICA - EXPRESSÃO DA VELOCIDADE E LEI DE AÇÃO DAS MASSAS 1. (Udesc 2011) Considere as seguintes etapas de uma reação: Etapa 1: NO2(g)  NO2(g)  NO3(g)  NO(g) lenta  Etapa 2: NO3(g)  CO(g)  NO2(g)  CO2(g) rápida  Assinale a alternativa incorreta. a) A expressão da velocidade de reação pode ser escrita como v = k[NO 2][NO2]. b) A expressão da velocidade de reação pode ser escrita como v = k[NO 2]2. c) A velocidade da reação depende da primeira etapa. d) A velocidade da reação é sempre governada pela última etapa. e) A equação global da reação é NO2(g)  CO(g)  NO(g)  CO2 g . 2. (Espcex (Aman) 2011) Considere a equação balanceada: 4 NH3  5 O2  4 NO  6 H2O





Admita a variação de concentração em mol por litro mol  L1 do monóxido de nitrogênio (NO) em função do tempo em segundos (s), conforme os dados, da tabela abaixo:



[NO] mol  L1



Tempo (s)

0 0,15 0,25 0,31 0,34 0 180

360

540

720

A velocidade média, em função do monóxido de nitrogênio (NO), e a velocidade média da reação acima representada, no intervalo de tempo de 6 a 9 minutos (min), são, respectivamente, em mol  L1  min1 : a) 2  10 2 e 5  10 3 b) 5  10 2 e 2  10 2 c) 3  10 2 e 2  10 2 d) 2  10 2 e 2  10 3 e) 2  10 3 e 8  10 2 3. (Cefet MG 2013) A síntese do álcool terc-butílico pode ser realizada via substituição nucleofílica de 1ª ordem, a partir do cloreto de terc-butila, de acordo com as etapas descritas. (lenta) I. (CH3 )3 C C  (CH3 )3 C  C    (rápida) II. (CH3 )3 C  H2O  (CH3 )3 C OH2 III. (CH3 )3 C OH2  (CH3 )3 C OH  H (rápida)

A velocidade v para essa reação de síntese é expressa por a) k[(CH3 )3 C C ] b) k[(CH3 )3 C OH2 ] c) k[(CH3 )3 C ]2 [C  ] d) k[(CH3 )3 C OH][H ] e) k[(CH3 )3 C ][(CH3 )3 C OH2 ] proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – CINÉTICA QUÍMICA - EXPRESSÃO DA VELOCIDADE E LEI DE AÇÃO DAS MASSAS 4. (Uern 2015) Uma das formas para se obter o monóxido de dinitrogênio é reagindo óxido de nitrogênio II com gás hidrogênio, de acordo com a seguinte reação: 2NO(g)  H2(g)  N2O(g)  H2O(g)

De acordo com os dados anteriores, é correto afirmar que a ordem global dessa reação é igual a a) 2. b) 3. c) 4. d) 5. 5. (Uemg 2017)

Uma reação química hipotética é representada pela seguinte equação:

A(g)  B(g)  C(g)  D(g) e ocorre em duas etapas: A(g)  E(g)  D(g) (Etapa lenta) E(g)  B(g)  C(g) (Etapa rápida)

A lei da velocidade da reação pode ser dada por a) v  k  [A] b) v  k  [A][B] c) v  k  [C][D] d) v  k  [E][B] 6. (Mackenzie 2017) O estudo cinético de um processo químico foi realizado por meio de um experimento de laboratório, no qual foi analisada a velocidade desse determinado processo em função das concentrações dos reagentes A e B2 . Os resultados obtidos nesse estudo encontram-se tabelados abaixo. Experimento

[A] (mol  L1)

[B2 ] (mol  L1)

v inicial (mol  L1  min1)

X

1  10 2

1  10 2

2  10 4

Y

5  10 3

1  10 2

5  10 5

Z

1  10 2

5  10 3

1  10 4

Com base nos resultados obtidos, foram feitas as seguintes afirmativas: I. As ordens de reação para os reagentes A e B2 , respectivamente, são 2 e 1. II. A equação cinética da velocidade para o processo pode ser representada pela equação v  k  [A]2  [B2 ]. III. A constante cinética da velocidade k tem valor igual a 200. Considerando-se que todos os experimentos realizados tenham sido feitos sob mesma condição de temperatura, é correto que

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – CINÉTICA QUÍMICA - EXPRESSÃO DA VELOCIDADE E LEI DE AÇÃO DAS MASSAS a) nenhuma afirmativa é certa. b) apenas a afirmativa I está certa. c) apenas as afirmativas I e II estão certas. d) apenas as afirmativas II e III estão certas. e) todas as afirmativas estão certas. 7. (Uefs 2017) 1ª Etapa (lenta): 2 NO(g)  H2(g)  N2O(g)  H2O(g) 2ª Etapa (rápida): N2O(g)  H2(g)  N2(g)  H2O(g) O monóxido de nitrogênio ou óxido nítrico (NO) é um dos principais poluentes do ar atmosférico. As emissões desse gás, considerando a origem antropogênica, são resultados da queima, a altas temperaturas, de combustíveis fósseis em indústrias e em veículos automotores. Uma alternativa para reduzir a emissão de NO para a atmosfera é a sua decomposição em um conversor catalítico. Uma reação de decomposição do NO é quando este reage com gás hidrogênio, produzindo gás nitrogênio e vapor de água conforme as etapas em destaque. Ao realizar algumas vezes a reação do NO com H2 , alterando a concentração de um ou de ambos os reagentes à temperatura constante, foram obtidos os seguintes dados: Taxa desenvolvimento

[NO] mol L

[H2 ] mol L

1  10 3

1  10 3

3  10 5

1  10 3

2  10 3

6  10 5

2  10 3

2  10 3

24  10 5

de

(mol L  h)

Com base nessas informações, é correto afirmar: a) O valor da constante k para a reação global é igual a 300. b) A taxa de desenvolvimento da reação global depende de todas as etapas. c) Ao se duplicar a concentração de H2 e reduzir à metade a concentração de NO, a taxa de desenvolvimento não se altera. d) Ao se duplicar a concentração de ambos os reagentes, NO e H2 , a taxa de desenvolvimento da reação torna-se quatro vezes maior. e) Quando ambas as concentrações de NO e de H2 forem iguais a 3  103 mol L, a taxa de desenvolvimento será igual a 81 105 mol L  h. 8. (Fepar 2017)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – CINÉTICA QUÍMICA - EXPRESSÃO DA VELOCIDADE E LEI DE AÇÃO DAS MASSAS Um dos grandes problemas ambientais nas últimas décadas tem sido a redução da camada de ozônio. Uma das reações que contribui para a destruição dessa camada é expressa pela seguinte equação: NO(g)  O3(g)  NO2(g)  O2(g)

Os dados abaixo foram coletados em laboratório, a 25C. Experiência

[NO] mol L1

[O3 ] mol  L1

Velocidade mol  L1  s1

1

1  10 6

3  10 6

0,66  104

2

1  10 6

6  10 6

1,32  104

3

1  10 6

9  10 6

1,98  104

4

2  10 6

9  10 6

3,96  104

5

3  10 6

9  10 6

5,94  104

Considere os dados e avalie as afirmativas. ( ( ( ( (

) ) ) ) )

A expressão da lei da velocidade é v  k  [NO]  [O3 ]2 . A reação é de segunda ordem. O valor da constante da velocidade é 7,3  1014. A velocidade fica inalterada se variarmos igualmente as concentrações de NO e O3 . Se o uso de um catalisador provocasse o aumento de velocidade da reação, isso seria consequência da diminuição da energia de ativação do sistema.

9. (Ufrgs 2017) Uma reação genérica em fase aquosa apresenta a cinética descrita abaixo. 3A  B  2C

v  k[A]2 [B]

A velocidade dessa reação foi determinada em dependência das concentrações dos reagentes, conforme os dados relacionados a seguir. [A] (mol L1)

[B] (mol L1)

v (mol L1 min1)

0,01

0,01

3,0  105

0,02

0,01

x

0,01

0,02

0,02

0,02

6,0  105 y

Assinale, respectivamente, os valores de x e y que completam a tabela de modo adequado. a) 6,0  105 e 9,0  105 b) 6,0  105 e 12,0  105 c) 12,0  105 e 12,0  105 d) 12,0  105 e 24,0  105 e) 18,0  105 e 24,0  105 proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – CINÉTICA QUÍMICA - EXPRESSÃO DA VELOCIDADE E LEI DE AÇÃO DAS MASSAS 10. (Upf 2016) Os dados da tabela abaixo foram obtidos experimentalmente, a certa temperatura e pressão constante, para a reação química genérica: 2 A(g)  B(g)  2 C(g)

Velocidade

[A] (mol L1)

[B] (mol L1)

0,100

0,150

1,8  105

0,100

0,300

7,2  105

0,050

0,300

3,6  105

(mol L1 min1)

Considerando-se os dados apresentados e a reação dada, analise as seguintes afirmações: I. A equação de velocidade da reação é v  k [A][B]2 . II. O valor da constante de velocidade, k, é 8,0  103 mol L1 min1 . III. A ordem global da reação é 3. IV. A constante de velocidade, k, depende exclusivamente da concentração dos reagentes da reação. V. A velocidade da reação quando [A]  0,010 mol L1 e quando [B]  0,010 mol L1 é: v  8,0  109 mol L1 min1 .

Está correto apenas o que se afirma em: a) I, II, III e IV. b) I, III e V. c) I, II e V. d) II, III e IV. e) II, III e V.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – CINÉTICA QUÍMICA - EXPRESSÃO DA VELOCIDADE E LEI DE AÇÃO DAS MASSAS GABARITO

1. D 6. E

2. A 7. E

3. A 8. F – V – F – F – V.

4. B 9. D

5. A 10. B

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – ELETROQUÍMICA - ELETRÓLISE AQUOSA E LEIS DE FARADAY 1. (Pucrj 2012) Considerando 1 F = 96.500 C (quantidade de eletricidade relativa a 1 mol de elétrons), na eletrólise ígnea do cloreto de alumínio, A C 3 , a quantidade de eletricidade, em Coulomb, necessária para produzir 21,6 g de alumínio metálico é igual a: a) 61.760 C. b) 154.400 C. c) 231.600 C. d) 308.800 C. e) 386.000 C. 2. (Enem 2010) A eletrólise é muito empregada na indústria com o objetivo de reaproveitar parte dos metais sucateados. O cobre, por exemplo, é um dos metais com maior rendimento no processo de eletrólise, com uma recuperação de aproximadamente 99,9%. Por ser um metal de alto valor comercial e de múltiplas aplicações, sua recuperação torna-se viável economicamente. Suponha que, em um processo de recuperação de cobre puro, tenha-se eletrolisado uma solução de sulfato de cobre (II) (CuSO4) durante 3 h, empregando-se uma corrente elétrica de intensidade igual a 10A. A massa de cobre puro recuperada é de aproximadamente Dados: Constante de Faraday F = 96 500 C/mol; Massa molar em g/mol: Cu = 63,5. a) 0,02g. b) 0,04g. c) 2,40g. d) 35,5g. e) 71,0g. 3. (Uft 2011) A obtenção do Magnésio metálico por eletrólise do MgC 2 fundido, apresenta como semirreação: Mg2  2e  Mg . Se durante um processo for aplicada uma corrente elétrica de 50,0A por um período de 1h, qual a massa aproximada de magnésio formada? Dado: constante de Faraday: F = 96.500C/mol; Mg = 24. a) 22,0g b) 6,2  103 g c) 44,0g d) 11,0g e) 9,6  103 g 4. (Mackenzie 2012) Pode-se niquelar (revestir com uma fina camada de níquel) uma peça de um determinado metal. Para esse fim, devemos submeter um sal de níquel (II), normalmente o cloreto, a um processo denominado eletrólise em meio aquoso. Com o passar do tempo, ocorre a deposição de níquel sobre a peça metálica a ser revestida, gastando-se certa quantidade de energia. Para que seja possível o depósito de 5,87 g de níquel sobre determinada peça metálica, o valor da corrente elétrica utilizada, para um processo de duração de 1000 s, é de proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – ELETROQUÍMICA - ELETRÓLISE AQUOSA E LEIS DE FARADAY Dados: Constante de Faraday = 96500 C Massas molares em (g/mol) Ni = 58,7 a) 9,65 A. b) 10,36 A. c) 15,32 A. d) 19,30 A. e) 28,95 A. 5. (Uern 2013) Um brinquedo, movido a pilha, fica ligado durante 1,5 hora até ser desligado. Sabe-se que a pilha e recarregável e o seu metal é o magnésio, que possui uma corrente de 10800 mA. Qual foi o desgaste aproximado de magnésio nesse período? Dado: 1F=96.500 C a) 17,8 g. b) 14,2 g. c) 8,9 g. d) 7,3 g. 6. (Enem 2017) A eletrólise é um processo não espontâneo de grande importância para a indústria química. Uma de suas aplicações é a obtenção do gás cloro e do hidróxido de sódio, a partir de uma solução aquosa de cloreto de sódio. Nesse procedimento, utiliza-se uma célula eletroquímica, como ilustrado.

No processo eletrolítico ilustrado, o produto secundário obtido é o proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – ELETROQUÍMICA - ELETRÓLISE AQUOSA E LEIS DE FARADAY a) vapor de água. b) oxigênio molecular. c) hipoclorito de sódio. d) hidrogênio molecular. e) cloreto de hidrogênio. 7. (Enem 2013) Eu também podia decompor a água, se fosse salgada ou acidulada, usando a pilha de Daniell como fonte de força. Lembro o prazer extraordinário que sentia ao decompor um pouco de água em uma taça para ovos quentes, vendo-a separar-se em seus elementos, o oxigênio em um eletrodo, o hidrogênio no outro. A eletricidade de uma pilha de 1 volt parecia tão fraca, e, no entanto podia ser suficiente para desfazer um composto químico, a água… SACKS, O. Tio Tungstênio: memórias de uma infância química. São Paulo: Cia. das Letras, 2002.

O fragmento do romance de Oliver Sacks relata a separação dos elementos que compõem a água. O princípio do método apresentado é utilizado industrialmente na a) obtenção de ouro a partir de pepitas. b) obtenção de calcário a partir de rochas. c) obtenção de alumínio a partir da bauxita. d) obtenção de ferro a partir de seus óxidos. e) obtenção de amônia a partir de hidrogênio e nitrogênio. 8. (Enem 2010) A eletrólise é muito empregada na indústria com o objetivo de reaproveitar parte dos metais sucateados. O cobre, por exemplo, é um dos metais com maior rendimento no processo de eletrólise, com uma recuperação de aproximadamente 99,9%. Por ser um metal de alto valor comercial e de múltiplas aplicações, sua recuperação torna-se viável economicamente. Suponha que, em um processo de recuperação de cobre puro, tenha-se eletrolisado uma solução de sulfato de cobre (II) (CuSO4) durante 3 h, empregando-se uma corrente elétrica de intensidade igual a 10A. A massa de cobre puro recuperada é de aproximadamente Dados: Constante de Faraday F = 96 500 C/mol; Massa molar em g/mol: Cu = 63,5. a) 0,02g. b) 0,04g. c) 2,40g. d) 35,5g. e) 71,0g. 9. (Unicamp 2018) A galvanoplastia consiste em revestir um metal por outro a fim de protegê-lo contra a corrosão ou melhorar sua aparência. O estanho, por exemplo, é utilizado como revestimento do aço empregado em embalagens de alimentos. Na galvanoplastia, a espessura da camada pode ser controlada com a corrente elétrica e o tempo empregados. A figura abaixo é uma representação esquemática desse processo.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – ELETROQUÍMICA - ELETRÓLISE AQUOSA E LEIS DE FARADAY

Considerando a aplicação de uma corrente constante com intensidade igual a 9,65  103 A, a massa depositada de estanho após 1min 40 s será de aproximadamente Dados: 1mol de elétrons corresponde a uma carga de 96.500 C; Sn : 119 g  mol1. a) 0,6 mg e ocorre, no processo, a transformação de energia química em energia elétrica. b) 0,6 mg e ocorre, no processo, a transformação de energia elétrica em energia química. c) 1,2 mg e ocorre, no processo, a transformação de energia elétrica em energia química. d) 1,2 mg e ocorre, no processo, a transformação de energia química em energia elétrica. 10. (Ita 2017) Pode-se utilizar metais de sacrifício para proteger estruturas de aço (tais como pontes, antenas e cascos de navios) da corrosão eletroquímica. Considere os seguintes metais: I. Alumínio II. Magnésio III. Paládio IV. Sódio V. Zinco Assinale a opção que apresenta o(s) metal(is) de sacrifício que pode(m) ser utilizado(s). a) Apenas I, II e V. b) Apenas I e III. c) Apenas II e IV. d) Apenas III e IV. e) Apenas V.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – QUÍMICA – ELETROQUÍMICA - ELETRÓLISE AQUOSA E LEIS DE FARADAY GABARITO

1. C 6. D

2. D 7. C

3. A 8. D

4. D 9. B

5. D 10. A

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – SISTEMA ENDÓCRINO HUMANO II 1. (G1 - utfpr 2016) Os animais invertebrados não possuem coluna vertebral. Dentro desse grupo, encontram-se os poríferos, cnidários, platelmintos, nematódeos, anelídeos, moluscos, artrópodes e equinodermos. Sobre esses animais, considere as afirmativas abaixo. I. Moluscos possuem o corpo mole e nesse grupo encontram-se as minhocas, sanguessugas, planárias, polvos e lulas. II. A minhoca é um anelídeo que possui o corpo segmentado em forma de anéis, respiração cutânea e sistema digestório completo. III. Os artrópodes são caracterizados por segmentos articulados, corpo segmentado e exoesqueleto quitinoso. IV. Equinodermos são invertebrados exclusivamente marinhos e nesse grupo encontram-se as bolachas da praia e as estrelas-do-mar. Estão corretas: a) apenas II, III e IV. b) I, II, III e IV. c) apenas I e II. d) apenas I e IV. e) apenas III e IV. 2. (Unisinos 2016) Os platelmintos (Filo Platyhelmintes) são animais invertebrados que possuem o corpo achatado. As características que os diferenciam dos outros invertebrados são: sistema circulatório __________; sistema digestivo __________; e excreção realizada através de __________. Sobre as características diferenciais dos platelmintos descritas acima, qual das alternativas abaixo preenche correta e respectivamente as lacunas? a) presente; incompleto; metanefrídeos. b) ausente; incompleto; túbulos de Malpighi. c) ausente; incompleto; células-flama. d) presente; completo; túbulos de Malpighi. e) presente; incompleto; células-flama. 3. (G1 - cp2 2013) A Área de Proteção Ambiental Costa dos Corais (APACC), no litoral de Alagoas e Pernambuco, é uma região de intensa beleza natural que ainda não conseguiu afastar de vez as ameaças que rondam seus recifes e manguezais. Após o fechamento de 400 hectares à visitação, foi observado que toda a estrutura dos recifes de corais se recuperou. Nos animais com fecundidade alta, como os polvos, esses resultados são visíveis. A quantidade de lagostas aumentou seis vezes. Outro fator que aponta para a recuperação é a redução dos ouriços, que servem de alimento para peixes. (Adaptado de Rafaella Javoski, in O Globo – AMANHÃ / 30/10/2012 / p.8-9)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – SISTEMA ENDÓCRINO HUMANO II Corais, polvos, lagostas e ouriços são animais invertebrados classificados, respectivamente, como: a) poríferos / moluscos / equinodermas / artrópodes b) cnidários / moluscos / artrópodes / equinodermas c) cnidários / anelídeos / artrópodes / moluscos d) poríferos / artrópodes / moluscos / equinodermas 4. (Unesp 2003) As figuras a seguir representam dois animais invertebrados, o nereis, um poliqueto marinho e a centopeia, um quilópode terrestre.

Apesar de apresentarem algumas características comuns, tais como, apêndices locomotores e segmentação do corpo, estes animais pertencem a filos diferentes. Assinale a alternativa correta. a) O nereis é um anelídeo, a centopeia é um artrópode e ambos apresentam circulação aberta. b) O nereis é um artrópode, a centopeia é um anelídeo e ambos apresentam circulação fechada. c) O nereis é um asquelminto, a centopeia é um platelminto e ambos não apresentam sistema circulatório. d) O nereis é um anelídeo, a centopeia é um artrópode e ambos apresentam exoesqueleto. e) O nereis é um anelídeo, a centopeia é um artrópode, mas apenas a centopeia apresenta exoesqueleto. 5. (Pucmg 1999) Observe a figura a seguir, que trata da provável filogenia para os invertebrados:

Compreendendo X a presença de três folhetos embrionários, Y a presença de celoma e Z a ocorrência de deuterostomia, X, Y e Z podem ser respectivamente representados pelos seguintes grupos de animais invertebrados: a) Poríferos, nematódeos e moluscos. b) Cnidários, moluscos e anelídeos. c) Platelmintos, nematódeos e anelídeos. d) Nematódeos, moluscos e equinodermos. e) Moluscos, anelídeos e artrópodos. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – SISTEMA ENDÓCRINO HUMANO II 6. (Fcmmg 2018) No desenho abaixo, o número equivalente ao hormônio ESTRÓGENO é:

a) 1 b) 2 c) 3 d) 4 7. (Unesp 2017) O teste de tolerância à glicose (GTT) consiste em jejum de 12 horas, ao final do qual o paciente ingere uma carga excessiva de glicose em dose proporcional ao peso corpóreo. Ao mesmo tempo, obtém-se uma amostra de sangue para a determinação da glicemia inicial. A seguir, são coletadas amostras sucessivas, a cada 30 minutos, para a determinação da glicemia. Dessa forma, obtém-se, ao longo do tempo, uma curva da variação da glicemia. O gráfico mostra as curvas do GTT de três indivíduos: um normal, outro com rápida absorção intestinal de carboidratos e outro portador de doença hepática. Esta doença não afeta a produção normal dos hormônios que controlam a glicemia, mas provoca lentidão no funcionamento dos mecanismos de controle da glicemia pelo fígado.

Qual é o hormônio responsável pela redução da glicemia durante o GTT e qual dos três indivíduos apresentou maior liberação desse hormônio durante o teste? Como as células do corpo reagem sob a ação desse hormônio? Que mecanismo de controle da glicemia foi afetado no fígado do doente e que causa lenta redução da glicose sanguínea ao longo do tempo? proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – SISTEMA ENDÓCRINO HUMANO II 8. (Ufpr 2017) Em mamíferos, o controle osmorregulatório envolve diversos mecanismos neurais e endócrinos. Quando ocorre diminuição da ingestão de sódio, há redução do volume sanguíneo, com consequente redução da pressão arterial. A redução da pressão arterial leva a um aumento da produção de angiotensina II, que, por sua vez, atuará em diversos órgãos, conforme quadro abaixo:

Com base no exposto, assinale a alternativa que apresenta o efeito da angiotensina II nas adrenais, na hipófise e nas arteríolas. Secreção aldosterona adrenais

de de Secreção Diâmetro pelas vasopressina arteríolas (ADH) pela hipófise

a) aumento

aumento

vasodilatação

b) diminuição

diminuição

vasodilatação

c)

aumento

vasodilatação

d) diminuição

diminuição

vasoconstrição

e) aumento

aumento

vasoconstrição

diminuição

das

9. (Fgv 2016) O gráfico a seguir ilustra o tempo de ação para seis tipos de insulinas clinicamente disponíveis (I a VI), em um período de 24 horas após a aplicação no organismo humano.

A análise do gráfico permite concluir que os níveis mais reduzidos de glicemia no organismo humano serão obtidos após a aplicação dos tipos a) I e II, no período entre 15 minutos e 1 hora. b) I e II, no período entre 5 e 7 horas. c) III e IV, no período entre 3 e 5 horas. d) V e VI, no período entre 2 e 19 horas. e) V e VI, no período entre 22 e 24 horas. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – SISTEMA ENDÓCRINO HUMANO II 10. (Uerj 2015) Para a realização de um exame, os indivíduos A e B ingeriram uma solução contendo glicose. Após a ingestão, foram registradas as alterações da concentração plasmática da glicose e dos hormônios X e Y em ambos os indivíduos. Observe os resultados das medições nos gráficos:

Com base na análise dos gráficos, é possível identificar que um dos indivíduos apresenta diabetes tipo II e que um dos hormônios testados é o glucagon. O indivíduo diabético e o hormônio glucagon estão representados, respectivamente, pelas seguintes letras: a) A − X b) A − Y c) B − X d) B − Y

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – SISTEMA ENDÓCRINO HUMANO II GABARITO

1. A 6. A

2. C 7. -

3. B 8. E

4. E 9. A

5. D 10. B

Resposta da questão 2: O hormônio responsável pela redução da glicemia durante o GTT é a insulina secretada pelas células β das ilhotas pancreáticas. O indivíduo que apresentou a maior liberação desse hormônio foi o que possui rápida absorção intestinal de carboidratos. A insulina permite a absorção celular de glicose. O mecanismo de glicogenogênese hepática foi afetado no indivíduo doente.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – ANIMAIS INVERTEBRADOS 1. (Famerp 2017) O fluxograma ilustra a participação de alguns órgãos e substâncias (angiotensinogênio, angiotensina, renina e aldosterona) no controle da pressão arterial humana.

Considere que os números 1, 2 e 3 indicados no fluxograma representem uma ação do tipo estimulante () ou uma ação do tipo inibidora () e que o aumento da reabsorção de sódio nos túbulos renais promova um deslocamento hídrico nos túbulos renais. De acordo com essas informações, assinale a alternativa que indica, correta e respectivamente, o tipo da ação representada pelos números 1, 2 e 3 e o resultado do deslocamento hídrico. a) (); ( ); ( ); aumento da reabsorção de água. b) (); (); ( ); aumento da reabsorção de água. c) (); ( ); ( ); aumento da reabsorção de água. d) (); (); ( ); redução da reabsorção de água. e) (); ( ); ( ); redução da reabsorção de água. 2. (Uem 2017) A insulina, produzida e secretada pelo pâncreas, estimula a absorção de glicose pelas células musculares esqueléticas, pelos hepatócitos e pelas células do tecido adiposo. Considerando o exposto e assuntos correlatos, assinale o que for correto. 01) O glucagon tem efeito contrário à insulina, estimulando a liberação de glicose nas células musculares esqueléticas, nos hepatócitos e nas células do tecido adiposo. 02) A glicose absorvida após o estímulo gerado pela insulina será igualmente utilizada pelas células musculares esqueléticas, pelos hepatócitos e pelas células do tecido adiposo. 04) O pâncreas é uma glândula endócrina e exócrina. 08) As células citadas no comando da questão são estimuladas pela insulina por possuírem receptores de membrana para insulina, proteínas integrais de membrana sintetizadas pelo retículo endoplasmático rugoso. 16) A insulina é sintetizada pelo retículo endoplasmático rugoso, transportada em vesículas ao complexo golgiense e à membrana plasmática, sendo secretada por exocitose. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – ANIMAIS INVERTEBRADOS 3. (Unigranrio - Medicina 2017) “Soneca de mais de uma hora pode aumentar risco de diabetes, diz estudo” “Os benefícios para a saúde da sesta – soneca depois do almoço – são regularmente destacados, mas essa prática pode aumentar o risco de desenvolver diabetes, se durar mais de uma hora – adverte um estudo japonês recebido com reservas por especialistas independentes. As pessoas que fazem sestas diárias de mais de 60 minutos de duração apresentam "um risco significativamente mais alto de diabetes do tipo 2" do que os que não dormem a sesta, observaram quatro cientistas da Universidade de Tóquio, sem demonstrar, porém, uma relação de causa e efeito. (G1-Bem Estar, 27/09/2016 05h00 - Atualizado em 27/09/2016 05h00)

A matéria acima está relacionada ao diabetes tipo 2, que é um distúrbio metabólico caracterizado pelo elevado nível de glicose no sangue no âmbito da resistência à insulina e pela insuficiência relativa de insulina. Em relação ao hormônio aqui em questão se pode afirmar EXCETO: a) É hormônio responsável pela redução da glicemia (taxa de glicose no sangue). b) É hormônio produzido pelo componente endócrino do pâncreas. c) Pode ser usado para controlar a glicemia também por via oral, por se tratar de um polipeptídio. d) Quando a produção de insulina é deficiente, a glicose acumula-se no sangue e na urina. e) O Glucagon, em relação a insulina, possui papel antagônico que é aumentar a glicemia (nível de glicose no sangue). 4. (Ufpa 2016) O diabetes é um grupo de doenças metabólicas caracterizadas por hiperglicemia e associadas a complicações, disfunções e insuficiência de vários órgãos, especialmente olhos, rins, nervos, cérebro, coração e vasos sanguíneos. In: Diabetes Mellitus – Brasília: Ministério da Saúde, 2006. p. 64 – Cadernos de Atenção Básica, n. 16.

Sabe-se que em indivíduos normoglicêmicos (glicose ou açúcar no sangue em níveis normais) ocorrem variações na glicemia durante o dia, que aumenta logo após a ingestão de alimentos e diminui depois de algum tempo sem comer. A elevação constante da glicose no sangue pode ser sinal de diabetes. A respeito desse assunto, a afirmativa correta é: a) Nos indivíduos não diabéticos, a glicemia aumenta logo após uma refeição e diminui entre as refeições por ação do tempo, pois a glicose é normalmente excretada do corpo através da urina. b) Nos indivíduos não diabéticos, a glicemia aumenta logo após uma refeição e diminui entre as refeições, pois os açúcares ingeridos e digeridos são absorvidos pelo sangue no intestino delgado. Por efeito da insulina, a glicemia se reduz, porque parte da glicose do sangue é conduzida para as células do corpo. c) Em indivíduos com diabetes melito, a glicemia elevada (hiperglicemia) é constante, pois há uma falência no sistema de transporte de açucares para os rins. d) Em todos os casos de diabetes, ocorre destruição das células beta, responsáveis por produzir a insulina nas ilhotas do pâncreas. e) A insulina é sempre utilizada para controle; não é necessária para a sobrevivência dos pacientes. 5. (Pucpr 2017) A duração de um ciclo menstrual é, em média, de 28 dias. Convencionou-se designar o primeiro dia da menstruação como o primeiro dia do ciclo. A regulação do ciclo depende de hormônios proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – ANIMAIS INVERTEBRADOS gonadotróficos (FSH e LH) e de hormônios esteroides (estrógeno e progesterona). É possível identificar nos gráficos a seguir dois ciclos femininos integrados: o ovariano e o uterino.

Considerando que os gráficos representados referem-se a uma mulher adulta com ciclo menstrual regular de 28 dias, infere-se que a) ela não está grávida, pois houve uma queda de progesterona e estrógeno no final do ciclo. b) ela está grávida, pois, na fase lútea, há um aumento dos hormônios gonadotróficos. c) ela está utilizando regularmente pílula contraceptiva composta por derivados de estrógeno e progesterona. d) não está grávida, pois, na fase folicular, há diminuição de hormônios gonadotróficos. e) na fase folicular, por ação da progesterona, houve uma retração do endométrio sugerindo gravidez. 6. (Unicamp 2018) Fósseis do organismo Spriggina (em vista dorsal na figura a seguir), que viveu há 550 milhões de anos, foram descobertos nas montanhas de Ediacara, na Austrália. Tais fósseis estão entre os mais antigos vestígios de seres multicelulares já encontrados.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – ANIMAIS INVERTEBRADOS Esse animal primitivo, cuja classificação desafia os pesquisadores, possui algumas características ainda encontradas na maioria dos animais existentes hoje. Esse animal apresenta a) simetria bilateral, com eixo ântero-posterior bem definido, características não encontradas em cnidários, poríferos e equinodermos. b) simetria radial, com eixo dorsoventral bem definido, características não encontradas em cnidários, moluscos e equinodermos. c) simetria dorsoventral, com eixo ântero-posterior bem definido, características não encontradas em cordados, poríferos e cnidários. d) simetria pentarradial, com eixo dorsoventral bem definido, características não encontradas em cnidários, cordados e equinodermos. 7. (Pucrs 2018) Considerando os filos da escala evolutiva zoológica, pode-se afirmar que __________ e __________ são simultaneamente celomados, protostômios e segmentados. a) caracol-de-jardim – lombriga b) sanguessuga – mosca c) tênia – esponja-do-mar d) estrela-do-mar – cavalo 8. (Enem 2ª aplicação 2010) As estrelas do mar comem ostras, o que resulta em efeitos econômicos negativos para criadores e pescadores. Por isso, ao se depararem com esses predadores em suas dragas, costumavam pegar as estrelas-do-mar, parti-las ao meio e atirá-las de novo à água. Mas o resultado disso não era a eliminação das estrelas-do-mar, e sim o aumento do seu número. DONAVEL, D. A bela é uma fera. Super Interessante. Disponível em: http://super.abril.com.br. Acesso em: 30 abr. 2010 (adaptado).

A partir do texto e do seu conhecimento a respeito desses organismos, a explicação para o aumento da população de estrelas-do-mar baseia-se no fato de elas possuírem a) papilas respiratórias que facilitaram sua reprodução e respiração por mais tempo no ambiente. b) pés ambulacrários que facilitaram a reprodução e a locomoção do equinodermo pelo ambiente aquático. c) espinhos na superfície do corpo que facilitaram sua proteção e reprodução, contribuindo para a sua sobrevivência. d) um sistema de canais que contribuíram na distribuição de água pelo seu corpo e ajudaram bastante em sua reprodução. e) alta capacidade regenerativa e reprodutiva, sendo cada parte seccionada capaz de dar origem a um novo indivíduo. 9. (Ucs 2015) Relacione as características, apresentadas na COLUNA A, ao seu respectivo grupo animal, listado na COLUNA B.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – ANIMAIS INVERTEBRADOS COLUNA A 1. Corpo dividido em cabeça, tórax e abdome; 3 pares de patas e um par de antenas. 2. Exoesqueleto quitinoso. cefalotórax e abdome; apresenta dois pares de antenas. 3. Cefalotórax e abdome; 4 pares de patas e quelíceras.

COLUNA B ( ) Diplopoda

4. Corpo cilíndrico segmentado em três tagmas e dois pares de pernas por segmento no abdome. 5. Corpo dividido em dois tagmas: cabeça e tronco; duas pemas por metâmero.

(

) Insecta

(

) Arachnidea

(

) Crustacea

(

) Chilopoda

Assinale a alternativa que preenche correta e respectivamente os parênteses, de cima para baixo. a) 1 – 2 – 3 – 5 – 4 b) 2 – 1 – 3 – 5 – 4 c) 5 – 4 – 3 – 2 – 1 d) 4 – 3 – 2 – 1 – 5 e) 4 – 1 – 3 – 2 – 5 10. (Uem 2015) Em relação à classificação e à caracterização dos grupos animais, é correto afirmar que 01) são exemplos de animais acelomados: as esponjas e as lombrigas; de pseudocelomados: as solitárias e as planárias; e de celomados: as minhocas e os macacos. 02) os cnidários apresentam duas estruturas corporais típicas e são os primeiros animais da escala evolutiva a apresentarem uma cavidade digestiva. 04) os insetos holometábolos passam pelas fases de ovo, larva, pupa, e de imago (ou adulta). 08) as minhocas são deuterostômios, celomados e triblásticos. 16) as estrelas-do-mar pertencem ao Filo Chordata, pois apresentam esqueleto interno.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – BIOLOGIA – ANIMAIS INVERTEBRADOS GABARITO

1. C 6. A

2. 04 + 08 + 16 = 28. 7. B

3. C

4. B

5. A

8. E

9. E

10. 02 + 04 = 06.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL TEXTO Ele se aproximou e com voz cantante de nordestino que a emocionou, perguntou-lhe: - E se me desculpe, senhorinha, posso convidar a passear? - Sim, respondeu atabalhoadamente com pressa antes que ele mudasse de ideia. - E, se me permite, qual é mesmo a sua graça? - Macabéa. Maca - o quê? - Bea, foi ela obrigada a completar. - Me desculpe mas até parece doença, doença de pele. - Eu também acho esquisito mas minha mãe botou ele por promessa a Nossa Senhora da Boa Morte se eu vingasse, até um ano de idade eu não era chamada porque não tinha nome, eu preferia continuar a nunca ser chamada em vez de ter um nome que ninguém tem mas parece que deu certo - parou um instante retomando o fôlego perdido e acrescentou desanimada e com pudor - pois como o senhor vê eu vinguei... pois é... - Também no sertão da Paraíba promessa é questão de grande dívida de honra. Eles não sabiam como se passeia. Andaram sob a chuva grossa e pararam diante da vitrine de uma loja de ferragem onde estavam expostos atrás do vidro canos, latas, parafusos grandes e pregos. E Macabéa, com medo de que o silêncio já significasse uma ruptura, disse ao lançado recém-lançado-namorado: - Eu gosto tanto de parafuso e prego, e o senhor? Da segunda vez em que se encontraram caía uma chuva fininha que ensopava os ossos. Sem nem ao menos se darem as mãos caminhavam na chuva que na cara de Macabéa parecia lágrimas escorrendo. (Clarice Lispector, A hora da estrela.)

1 - No trecho "mas minha mãe botou ele por promessa", o pronome pessoal foi empregado em registro coloquial. É o que também se verifica em: a) " - E se me desculpe, senhorinha, posso convidar a passear?" b) " - E, se me permite, qual é mesmo a sua graça?" c) " - Eu gosto tanto de parafuso e prego, e o senhor?" d) " - Me desculpe mas até parece doença, doença de pele." e) " - (...) pois como o senhor vê eu vinguei... pois é..." TEXTO Senhor feudal Se Pedro Segundo Vier aqui Com história Eu boto ele na cadeia. (Oswald de Andrade) proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL 2 - De acordo com a norma padrão, o último verso assumiria a seguinte forma: a) Eu boto-lhe na cadeia. b) Boto-no na cadeia. c) Eu o boto na cadeia. d) Eu lhe boto na cadeia. e) Lhe boto na cadeia. TEXTO Os tiranos e os autocratas sempre compreenderam que a capacidade de ler, o conhecimento, os livros e os jornais são potencialmente perigosos. Podem insuflar ideias independentes e até rebeldes nas cabeças de seus súditos. O governador real britânico da colônia de Virgínia escreveu em 1671: Graças a Deus não há escolas, nem imprensa livre; e espero que não [as] tenhamos nestes [próximos] cem anos; pois o conhecimento introduziu no mundo a desobediência, a heresia e as seitas, e a imprensa divulgou-as e publicou os libelos contra os melhores governos. Que Deus nos guarde de ambos! Mas os colonizadores norte-americanos, compreendendo em que consiste a liberdade, não pensavam assim. Em seus primeiros anos, os Estados Unidos se vangloriavam de ter um dos índices mais elevados talvez o mais elevado - de cidadãos alfabetizados no mundo. Atualmente, os Estados Unidos não são o líder mundial em alfabetização. Muitos dos que são alfabetizados não conseguem ler, nem compreender material muito simples - muito menos um livro da sexta série, um manual de instruções, um horário de ônibus, o documento de uma hipoteca ou um programa eleitoral. As rodas dentadas da pobreza, ignorância, falta de esperança e baixa autoestima se engrenam para criar um tipo de máquina do fracasso perpétuo que esmigalha os sonhos de geração a geração. Nós todos pagamos o preço de mantê-la funcionando. O analfabetismo é a sua cavilha. Ainda que endureçamos os nossos corações diante da vergonha e da desgraça experimentadas pelas vítimas, o ônus do analfabetismo é muito alto para todos os demais - o custo de despesas médicas e hospitalização, o custo de crimes e prisões, o custo de programas de educação especial, o custo da produtividade perdida e de inteligências potencialmente brilhantes que poderiam ajudar a solucionar os dilemas que nos perseguem. Frederick Douglass ensinou que a alfabetização é o caminho da escravidão para a liberdade. Há muitos tipos de escravidão e muitos tipos de liberdade. Mas saber ler ainda é o caminho. (Carl Sagan, O caminho para a liberdade. Em O mundo assombrado pelos demônios: a ciência vista como uma vela no escuro. Adaptado)

3 - O emprego e a colocação do pronome estão de acordo com a norma culta na alternativa: a) Trata-se, evidentemente, de material muito simples, mas muitos dos que são alfabetizados não conseguem lê-lo, nem compreendê-lo.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL b) Pensemos na desobediência, na heresia e nas seitas e em como o conhecimento lhes introduziu no mundo. c) Lembre-se das rodas dentadas da pobreza, da ignorância, da falta de esperança e da baixa autoestima e de como usam-as para criar um tipo de máquina do fracasso perpétuo. d) Temos dilemas que nos perseguem e inteligências brilhantes, que poderiam ajudar a solucionar eles rapidamente. e) Existe a ideia de que a capacidade de ler, o conhecimento, os livros e os jornais são potencialmente perigosos; os tiranos e os autocratas sempre compreenderam-na. TEXTO As questões adiante referem-se ao trecho de Grande sertão: veredas, de Guimarães Rosa, reproduzido a seguir. Nessa obra, a personagem Diadorim é uma mulher que se faz de homem para entrar no bando de Riobaldo - narrador da história - e vingar a morte de seu pai. Riobaldo só descobre isso depois da morte de Diadorim. Mas Diadorim, conforme diante de mim estava parado, reluzia no rosto, com uma beleza ainda maior, fora de todo comum. Os olhos - vislumbre meu - que cresciam sem beira, dum verde dos outros verdes, como o de nenhum pasto. (...) De que jeito eu podia amar um homem, meu de natureza igual, macho em suas roupas e suas armas, espalhado rústico em suas ações?! Me franzi. Ele tinha a culpa? Eu tinha a culpa? 4 - Assinale a oração em que, alterando-se a posição do pronome, faz-se a sua adequação ao registro prescrito pela gramática normativa da língua portuguesa. a) Ele tinha a culpa? = Tinha a culpa ele? b) Me franzi. = Franzi-me. c) Os olhos - vislumbre meu ... = Os olhos - meu vislumbre... d) ... como o de nenhum pasto. = ... como o de pasto nenhum. e) De que jeito eu podia amar um homem ... = De que jeito podia eu amar um homem ... TEXTO Língua para inglês ver A incorporação da língua inglesa aos idiomas nativos dos mais diversos países não é novidade. Traduz, no âmbito da linguagem, uma hegemonia que os Estados Unidos consolidaram desde a década de 50. Com a globalização e o encurtamento das distâncias entre as nações obtido pelo avanço dos meios de comunicação, a contaminação das demais línguas pelo inglês ficou ainda mais patente. O fenômeno não é em si mesmo nocivo. Pode até enriquecer um idioma ao permitir que se incorporem informações vindas de fora que ainda não têm correspondência local. A Internet é um exemplo nesse sentido. Outra coisa, porém, bem diferente, é o uso gratuito de palavras em inglês como o que se verifica hoje no Brasil. A não ser pela vocação novidadeira - e caipira - de quem se deslumbra diante de qualquer coisa que o aproxima do "estrangeiro", não há nenhuma razão para que se diga "sale" no lugar de liquidação, ou qualquer motivo para falar "off" em vez de desconto. Tais anomalias são um dos sintomas do subdesenvolvimento e exprimem, no seu ridículo involuntário, a mentalidade de quem confunde modernidade com uma temporada em Miami. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL Um país como a Alemanha, menos vulnerável à influência da colonização da língua inglesa, discute hoje uma reforma ortográfica para "germanizar" expressões estrangeiras, o que já é regra na França. O risco de se cair no nacionalismo tosco e na xenofobia é evidente. Não é preciso, porém, agir como Policarpo Quaresma, personagem de Lima Barreto, que queria transformar o tupi em língua oficial do Brasil para recuperar o instinto de nacionalidade. No Brasil de hoje já seria um avanço se as pessoas passassem a usar, entre outros exemplos, a palavra "entrega" em vez de "delivery". FOLHA DE S. PAULO - 20/10/97

5 - Em "A Alemanha, discute hoje uma reforma ortográfica PARA 'GERMANIZAR' EXPRESSÕES ESTRANGEIRAS", o fragmento destacado reproduz-se corretamente em a) para germanizar-lhes. b) para obter-lhe a germanização. c) para germanizá-las. d) para tornar-lhes germanizadas. e) para tornarem-as germanizadas. TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: A mídia realmente tem o poder de manipular as pessoas? Por Francisco Fernandes Ladeira À primeira vista, a resposta para a pergunta que intitula este artigo parece simples e óbvia: sim, a mídia é um poderoso instrumento de manipulação. A ideia de que o frágil cidadão comum é impotente frente aos gigantescos e poderosos conglomerados da comunicação é bastante atrativa intelectualmente. Influentes nomes, como Adorno e Horkheimer, os primeiros pensadores a realizar análises mais sistemáticas sobre o tema, concluíram que os meios de comunicação em larga escala moldavam e direcionavam as opiniões de seus receptores. Segundo eles, o rádio torna todos os ouvintes iguais ao sujeitá-los, autoritariamente, aos idênticos programas das várias estações. No livro Televisão e Consciência de Classe, Sarah Chucid Da Viá afirma que o vídeo apresenta um conjunto de imagens trabalhadas, cuja apreensão é momentânea, de forma a persuadir rápida e transitoriamente o grande público. Por sua vez, o psicólogo social Gustav Le Bon considerava que, nas massas, o indivíduo deixava de ser ele próprio para ser um autômato sem vontade e os juízos aceitos pelas multidões seriam sempre impostos e nunca discutidos. 1Assim, fomentou-se a concepção de que a mídia seria capaz de manipular incondicionalmente uma audiência submissa, passiva e acrítica. Todavia, como bons cidadãos céticos, 2devemos duvidar (ou ao menos manter certa ressalva) de proposições imediatistas e aparentemente fáceis. As relações entre mídia e público são demasiadamente complexas, vão muito além de uma simples análise behaviorista de estímulo/resposta. 3As mensagens transmitidas pelos grandes veículos de comunicação não são recebidas automaticamente e da mesma maneira por todos os indivíduos. 4Na maioria das vezes, o discurso midiático perde seu significado original na controversa relação emissor/receptor. Cada indivíduo está envolto em uma “bolha ideológica”, apanágio de seu próprio processo de individuação, que condiciona sua maneira de interpretar e agir sobre o mundo. Todos nós, ao entramos em contato com o mundo exterior, construímos representações sobre a realidade. Cada um de nós forma juízos de valor a respeito proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL dos vários âmbitos do real, seus personagens, acontecimentos e fenômenos e, consequentemente, acreditamos que esses juízos correspondem à “verdade”. [...] [...] 5A mídia é apenas um, entre vários quadros ou grupos de referência, aos quais um indivíduo recorre como argumento para formular suas opiniões. 6Nesse sentido, competem com os veículos de comunicação como quadros ou grupos de referência fatores subjetivos/psicológicos (história familiar, trajetória pessoal, predisposição intelectual), o contexto social (renda, sexo, idade, grau de instrução, etnia, religião) e o ambiente informacional (associação comunitária, trabalho, igreja). 7“Os vários tipos de receptor situam-se numa 8complexa rede de referências em que a comunicação interpessoal e a midiática se completam e modificam”, afirmou a cientista social Alessandra Aldé em seu livro A construção da política: democracia, cidadania e meios de comunicação de massa. 9Evidentemente, o peso de cada quadro de referência tende a variar de acordo com a realidade individual. Seguindo essa linha de raciocínio, no original estudo Muito Além do Jardim Botânico, Carlos Eduardo Lins da Silva constatou como telespectadores do Jornal Nacional acionam seus mecanismos de defesa, individuais ou coletivos, para filtrar as informações veiculadas, traduzindo-as segundo seus próprios valores. 10“A síntese e as conclusões que um telespectador vai realizar depois de assistir a um telejornal não podem ser antecipadas por ninguém; nem por quem produziu o telejornal, nem por quem assistiu ao mesmo tempo que aquele telespectador”, inferiu Carlos Eduardo. Adaptado de: http://observatoriodaimprensa.com.br/imprensa-em-questao/a-midia-realmente-tem-o-poder-de-manipularas-pessoas/. (Publicado em 14/04/2015, na edição 846. Acesso em 13/07/2016.)

6. (Ita 2017) Assinale a opção em que o verbo destacado está na voz passiva pronominal. a) Assim, fomentou-se a concepção de que a mídia seria capaz de manipular incondicionalmente uma audiência submissa, passiva e acrítica. (ref. 1) b) As mensagens transmitidas pelos grandes veículos de comunicação não são recebidas automaticamente e da mesma maneira por todos os indivíduos. (ref. 3) c) “Os vários tipos de receptor situam-se numa complexa rede de referências [...]” (ref. 7) d) “[...]complexa rede de referências em que a comunicação interpessoal e a midiática se completam e modificam” [...] (ref. 8) e) "A síntese e as conclusões que um telespectador vai realizar depois de assistir a um telejornal não podem ser antecipadas por ninguém; [...]" (ref. 10) TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO:

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL

7. (Uepb 2014) Em “Relações onde o que vale/é o afeto/Eu te tenho/Tu me tens [...]”, pode-se afirmar que a intencionalidade do locutor, em relação aos termos em destaque, é: I. Evidenciar de forma explicativa um encadeamento que justifica o enunciado anterior. II. Criar uma relação de força argumentativa, por meio do uso do verbo pronominal “TER”. III. Estabelecer uma reiteração temática, utilizando recursos linguísticos para intensificar o sentido. Analise as proposições e marque a alternativa que apresenta, apenas, a(s) correta(s). a) III b) II c) I e II d) I e) I e III TEXTO PARA A PRÓXIMA QUESTÃO: A língua e o poeta

Hoje eu peço vênia¹ para discrepar do grande Ferreira Gullar, que, no domingo, escreveu um artigo defendendo o "modo correto" de usar a língua portuguesa. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL Longe de mim propor que o poeta, eu e o leitor comecemos a dizer “nós vai” ou “debateu sobre as alternativas”, mas não dá para comparar violações à norma culta com um erro conceitual como afirmar que tuberculose não é doença, para ficar nos exemplos de Gullar. Fazê-lo é passar com um “bulldozer”³ sobre o último meio século de pesquisas, em especial os trabalhos de Noam Chomsky, que conseguiram elevar a linguística de uma disciplina entrincheirada nos departamentos de humanidades a uma ciência capaz de fazer previsões e articular-se com outras, como psicologia, biologia, computação. Chomsky mostra que a capacidade para a linguagem é inata. É só lançar uma criança no meio de uma comunidade que ela absorve o idioma local. O fenômeno das línguas crioulas revela que grupos expostos a «pidgins» (jargões comerciais que misturam vários idiomas, geralmente falados em portos) desenvolvem, no espaço de uma geração, uma gramática completa para essa nova linguagem. Mais do que de facilidade para o aprendizado, estamos falando aqui de uma gramática universal que vem como item de fábrica em cada ser humano. Foi a resposta que a evolução deu ao problema da comunicação entre caçadores-coletores. Nesse contexto, o único critério para decidir entre o linguisticamente certo e o errado é a compreensão da mensagem transmitida. Uma frase ambígua é mais "errada" do que uma que fira as caprichosas regras de colocação pronominal. Na verdade, as prescrições estilísticas que decoramos na escola e que nos habituamos a chamar de gramática são o que há de menos essencial e mais aborrecido no fenômeno da linguagem. Estão para a linguística assim como a pesquisa da etiqueta está para o estudo da história. (HÉLIO SCHWARTSMAN, Folha de S.Paulo, 27 de março de 2012)

¹vênia = licença, permissão ²discrepar = divergir de opinião, discordar ³bulldozer = (inglês) escavadeira 8. (Espm 2013) Considere: “Longe de mim propor que o poeta, eu e o leitor comecemos a dizer ‘nós vai’...”. Se na formação do sujeito composto substituíssemos o pronome “eu” por “tu”, a forma verbal seria: a) começas b) comecem c) comeceis d) comeces e) começais 9. (Puccamp 1997) A frase "Erros foram detectados em todos os setores" está corretamente transposta para a voz passiva pronominal em: a) Detectou-se erros em todos os setores. b) Alguém detectou erros em todos os setores. c) Detectaram-se erros em todos os setores. d) Foi detectado erros em todos os setores. e) Detectaram erros em todos os setores.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – PORTUGUÊS – COLOCAÇÃO PRONOMINAL GABARITO

1. D 6. A

2. C 7. E

3. A 8. C

4. B 9. C

5. C

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – LITERATURA – MOVIMENTOS POÉTICOS PÓS-MODERNISTAS 1. (Enem 2015) da sua memória mil e mui tos out ros ros tos sol tos pou coa pou coa pag amo meu ANTUNES, A. 2 ou + corpos no mesmo espaço. São Paulo: Perspectiva, 1998.

Trabalhando com recursos formais inspirados no Concretismo, o poema atinge uma expressividade que se caracteriza pela a) interrupção da fluência verbal, para testar os limites da lógica racional. b) reestruturação formal da palavra, para provocar o estranhamento no leitor. c) dispersão das unidades verbais, para questionar o sentido das lembranças. d) fragmentação da palavra, para representar o estreitamento das lembranças. e) renovação das formas tradicionais, para propor uma nova vanguarda poética. 2. (G1 - cftmg 2006) No Concretismo, vertente da poesia contemporânea surgida a partir dos anos 50, a característica essencial é a (o) a) emprego de aliterações. b) apreço pela musicalidade. c) exploração do significante. d) uso de versos tradicionais. 3. (Ufrgs 1998) Considere as seguintes afirmações sobre o Concretismo. I - Buscou na visualidade um dos suportes para atingir rupturas radicais com a ordem discursiva da língua portuguesa. II - Teve como integrantes fundamentais Haroldo de Campos, Augusto de Campos e Décio Pignatari. III - Foi um projeto de renovação formal e estética da poesia brasileira, cuja importância fica restrita à década de 1950. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – LITERATURA – MOVIMENTOS POÉTICOS PÓS-MODERNISTAS Quais estão corretas? a) Apenas I b) Apenas II c) Apenas III d) Apenas I e II e) I, II e III 4. (Mackenzie 1997) I - Dentre as obras de José Lins do Rego, podemos citar: MENINO DO ENGENHO, O MOLEQUE RICARDO e USINA. II - Érico Veríssimo é contemporâneo de Raquel de Queiroz e Graciliano Ramos. III - A poesia concreta, ou Concretismo, impôs-se, a partir de 1956, como uma das expressões mais vivas e atuantes de nossa vanguarda estética. Quanto às afirmações anteriores, assinale: a) se todas estão corretas. b) se apenas I e II estão corretas. c) se apenas II e III estão corretas. d) se apenas I e III estão corretas. e) se todas estão incorretas. 5. (Ufrgs 1996) Considere as afirmações a seguir. I - Na obra de Cecília Meireles os momentos de intenso intimismo, apresentados em linguagem elevada e abstrata e com imagens recorrentes (mar, areia, lua, etc.), são sobrepujados pela denúncia do cotidiano conturbado e ameaçador da grande cidade, vazada em vocabulário cotidiano e sintaxe fragmentária. II - Ferreira Gullar publica, em 1976, POEMA SUJO, poema longo que procura incorporar o cotidiano e suas impurezas no quadro maior das recordações e da experiência do poeta, com referências à infância em São Luís, à experiência no Rio de Janeiro e ao exílio provocado pelo autoritarismo brasileiro nos anos 60 e 70. II - O Concretismo propõe-se a valorizar o espaço visual na página, a explorar a palavra solta, fora da organização frasal, e a retomar o lirismo confessional e o subjetivismo romântico ao voltar-se para temas como a saudade e a mulher amada e inatingível. Quais estão corretas? a) Apenas I. b) Apenas II. c) Apenas I e II. d) Apenas II e III. e) I, II e III. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – LITERATURA – MOVIMENTOS POÉTICOS PÓS-MODERNISTAS 6 - Leia o poema e, em seguida, marque a alternativa correta. o cão vê a flor a flor é vermelha anda para a flor a flor é vermelha passa pela flor a flor é vermelha Ferreira Gullar. "Melhores poemas".

a) Este poema explora os espaços em branco e sua estrutura visual tenta sugerir o objeto descrito, permitindo ao leitor que faça sua leitura tanto na direção horizontal como na vertical, sem que haja alteração do sentido expresso. b) Neste poema, percebe-se que o neoconcretismo é uma continuidade do concretismo, porque a linguagem se assenta no substantivo, é fragmentada e se distancia do fluxo discursivo. c) Este poema pode ser considerado neoconcreto porque, ao contrário do concretismo, não procura ser o objeto descrito, mas falar sobre esse objeto, o que significa retomar a discursividade na poesia. d) Este poema é neoconcreto porque afasta qualquer sugestão imagética em sua linguagem, consumando uma das propostas do neoconcretismo, que é a de ruptura com as artes plásticas.

7 - "Como atitude, o tropicalismo está presente em outras produções culturais da época, como a encenação de "O Rei da Vela"; de Oswald de Andrade, pelo Grupo Oficina; ou no filme "Terra em transe", de Glauber Rocha; ou nas experiências de artes plásticas de Hélio Oiticica. O tropicalismo é a expressão de uma crise, uma opção estética que inclui um projeto de vida, em que o comportamento passa a ser elemento crítico, subvertendo a ordem mesma do cotidiano e marcando os traços que vão influenciar de maneira decisiva as tendências literárias marginais. O tropicalismo revaloriza a necessidade de revolucionar o corpo e o comportamento. Será inclusive por esse aspecto da crítica comportamental que Caetano Veloso e Gilberto Gil serão exilados pelo regime militar. As preocupações com o corpo, o erotismo, as drogas, a subversão de valores apareciam como demonstrações da insatisfação com um momento em que a permanência do regime de restrição promovia a inquietação, a dúvida e a crise da intelectualidade." Com base no trecho acima - retirado do estudo "Literatura marginal e o comportamento desviante", de 1979, de autoria de Ana Cristina Cesar -, assinale a opção CORRETA

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – LITERATURA – MOVIMENTOS POÉTICOS PÓS-MODERNISTAS a) A obra de João Cabral e a Poesia Concreta representam uma forte influência nas produções tropicalistas e marginais. b) As letras das canções tropicalistas - como "Domingo no parque" e "Alegria, alegria" - pregam a tomada do poder pela via armada. c) Caetano Veloso e Gilberto Gil, no Manifesto Tropicalista, retomam as propostas oswaldinas de implantação do Matriarcado de Pindorama. d) Em suas produções, os tropicalistas mostraram a convivência do arcaico com o moderno e os poetas marginais privilegiam a linguagem coloquial. e) Parte da poesia feita nos anos 70 denominou-se marginal porque os poetas eram bandidos, subversivos e perseguidos pelo regime militar.

8 - A respeito das correlações entre a poesia de Leminski e os poemas de outras tendências poéticas, períodos e estilos de época, considere as afirmativas a seguir.

I. Como o Concretismo, Leminski perseguiu a representação e a exaltação da vida material em detrimento da exposição da subjetividade. II. Como o Simbolismo, Leminski adotou desenhos e experiências gráficas para representar a saturação de significados e significantes na linguagem poética verbal. III. Com a primeira fase modernista, Leminski aderiu ao poema-piada e aos jogos de palavras, em contraste com o rigor de outras manifestações poéticas. IV. Com a poesia marginal, Leminski compartilhou a espontaneidade e a irreverência como aproximações entre a expressão poética e a vida cotidiana.

Assinale a alternativa correta. a) Somente as afirmativas I e II são corretas. b) Somente as afirmativas I e IV são corretas. c) Somente as afirmativas III e IV são corretas. d) Somente as afirmativas I, II e III são corretas. e) Somente as afirmativas II, III e IV são corretas.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – LITERATURA – MOVIMENTOS POÉTICOS PÓS-MODERNISTAS 9 - Nas décadas de 1950 e 1960, alguns poetas manifestaram-se contrários aos excessos de teorização e experimentalismo que caracterizavam a poesia de vanguarda. Propondo a volta à linguagem discursiva, num estilo simples e direto, esses poetas pretenderam representar, na poesia, o cotidiano sofrido do homem comum, os momentos difíceis da situação política; enfim, buscaram realizar uma arte mais comunicativa, que expressasse a posição do autor diante da vida e dos problemas imediatos. Dentre esses autores voltados à poesia social desse período, destaca-se: a) Ferreira Gullar. b) Antônio de Alcântara Machado. c) Graciliano Ramos. d) Murilo Mendes. e) Jorge de Lima. TEXTO Observe os dois poemas a seguir para responder à(s) questão(ões).

10 - Considerando o experimentalismo surgido com as vanguardas do século XX, constata-se que os poemas de Campos e Pontes são respectivamente a) poema árcade e poesia futurista. b) poesia concreta e poema processo. c) poema abstrato e poesia surreal. d) poesia parnasiana e poema barroco.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – LITERATURA – MOVIMENTOS POÉTICOS PÓS-MODERNISTAS GABARITO

1. B 6. C

2. C 7. D

3. D 8. C

4. A 9. A

5. B 10. B

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – ESTATÍSTICA - MÉDIA, MODA E MEDIANA - GRÁFICOS E TABELAS 1. (Enem 2016) O cultivo de uma flor rara só é viável se do mês do plantio para o mês subsequente o clima da região possuir as seguintes peculiaridades: - a variação do nível de chuvas (pluviosidade), nesses meses, não for superior a 50 mm; - a temperatura mínima, nesses meses, for superior a 15 C; - ocorrer, nesse período, um leve aumento não superior a 5 C na temperatura máxima. Um floricultor, pretendendo investir no plantio dessa flor em sua região, fez uma consulta a um meteorologista que lhe apresentou o gráfico com as condições previstas para os 12 meses seguintes nessa região.

Com base nas informações do gráfico, o floricultor verificou que poderia plantar essa flor rara. O mês escolhido para o plantio foi a) janeiro. b) fevereiro. c) agosto. d) novembro. e) dezembro. 2. (Enem 2016) Ao iniciar suas atividades, um ascensorista registra tanto o número de pessoas que entram quanto o número de pessoas que saem do elevador em cada um dos andares do edifício onde ele trabalha. O quadro apresenta os registros do ascensorista durante a primeira subida do térreo, de onde partem ele e mais três pessoas, ao quinto andar do edifício.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – ESTATÍSTICA - MÉDIA, MODA E MEDIANA - GRÁFICOS E TABELAS Número pessoas que entram elevador que saem elevador

de Térre o no do

1º andar

2º andar

3º andar

4º andar

5º andar

4

4

1

2

2

2

0

3

1

2

0

6

Com base no quadro, qual é a moda do número de pessoas no elevador durante a subida do térreo ao quinto andar? a) 2 b) 3 c) 4 d) 5 e) 6 3. (Enem 2015) O polímero de PET (Politereftalato de Etileno) é um dos plásticos mais reciclados em todo o mundo devido à sua extensa gama de aplicações, entre elas, fibras têxteis, tapetes, embalagens, filmes e cordas. Os gráficos mostram o destino do PET reciclado no Brasil, sendo que, no ano de 2010, o total de PET reciclado foi de 282 kton (quilotoneladas).

De acordo com os gráficos, a quantidade de embalagens PET recicladas destinadas a produção de tecidos e malhas, em kton, é mais aproximada de a) 16,0. b) 22,9. c) 32,0. d) 84,6. e) 106,6. 4. (Enem 2015) Em uma seletiva para a final dos 100 metros livres de natação, numa olimpíada, os atletas, em suas respectivas raias, obtiveram os seguintes tempos: proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – ESTATÍSTICA - MÉDIA, MODA E MEDIANA - GRÁFICOS E TABELAS Raia 1 Tempo 20,90 (segundo)

2

3

4

5

6

7

8

20,90

20,50

20,80

20,60

20,60

20,90

20,96

A mediana dos tempos apresentados no quadro é a) 20,70. b) 20,77. c) 20,80. d) 20,85. e) 20,90. 5. (Enem 2013) Cinco empresas de gêneros alimentícios encontram-se à venda. Um empresário, almejando ampliar os seus investimentos, deseja comprar uma dessas empresas. Para escolher qual delas irá comprar, analisa o lucro (em milhões de reais) de cada uma delas, em função de seus tempos (em anos) de existência, decidindo comprar a empresa que apresente o maior lucro médio anual. O quadro apresenta o lucro (em milhões de reais) acumulado ao longo do tempo (em anos) de existência de cada empresa. Empresa F G H M P

Lucro (em milhões de reais) 24 24 25 15 9

Tempo (em anos) 3,0 2,0 2,5 1,5 1,5

O empresário decidiu comprar a empresa a) F. b) G. c) H. d) M. e) P. 6. O quadro seguinte mostra o desempenho de um time de futebol no ultimo campeonato. A coluna da esquerda mostra o número de gols marcados e a coluna da direita informa em quantos jogos o time marcou aquele número de gols. Gols marcados

Quantidade de partidas

0

5

1

3

2

4 proenem.com.br

Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – ESTATÍSTICA - MÉDIA, MODA E MEDIANA - GRÁFICOS E TABELAS 3

3

4

2

5

2

7

1

Se X, Y e Z são, respectivamente, a média, a mediana e a moda desta distribuição, então a) X = Y < Z. b) Z < X = Y. c) Y < Z < X. d) Z < X < Y. e) Z < Y < X. 7. O gráfico apresenta a quantidade de gols marcados pelos artilheiros das Copas do Mundo desde a Copa de 1930 até a de 2006.

A partir dos dados apresentados, qual a mediana das quantidades de gols marcados pelos artilheiros das Copas do Mundo? a) 6 gols b) 6,5 gols c) 7gols d) 7,3 gols e) 8,5 gols 8. A média aritmética dos elementos do conjunto {17, 8, 30, 21, 7, x} supera em uma unidade a mediana dos elementos desse conjunto. Se x é um número real tal que 8 < x < 21 e x ≠ 17, então a média aritmética dos elementos desse conjunto é igual a proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – ESTATÍSTICA - MÉDIA, MODA E MEDIANA - GRÁFICOS E TABELAS a) 16. b) 17. c) 18. d) 19. e) 20. 9. Marco e Paulo foram classificados em um concurso. Para a classificação no concurso o candidato deveria obter média aritmética na pontuação igual ou superior a 14. Em caso de empate na média, o desempate seria em favor da pontuação mais regular. No quadro a seguir são apresentados os pontos obtidos nas provas de Matemática, Português e Conhecimentos Gerais, a média, a mediana e o desvio padrão dos dois candidatos. Dados dos candidatos no concurso Matemática Português Marco Paulo

14 8

15 19

Conhecimentos Média Gerais 16 15 18 15

Mediana 15 18

Desvio Padrão 0,32 4,97

O candidato com pontuação mais regular, portanto mais bem classificado no concurso, é a) Marco, pois a média e a mediana são iguais. b) Marco, pois obteve menor desvio padrão. c) Paulo, pois obteve a maior pontuação da tabela, 19 em Português d) Paulo, pois obteve maior mediana. e) Paulo, pois obteve maior desvio padrão. 10. O uso de biodiesel gera uma série de efeitos ambientais, tais como a redução da emissão de gases do efeito estufa e a diminuição da poluição atmosférica. O gráfico mostra a produção de biodiesel (em milhões de litros) em uma usina, durante o período de um ano.

De acordo com os dados, a média, a mediana e a moda (em milhões de litros) são, respectivamente, iguais a a) 8,5; 10 e 9. b) 8; 9 e 10. c) 8; 9,5 e 8. d) 8,5; 9 e 10. e) 8,5; 9,5 e 10. proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – ESTATÍSTICA - MÉDIA, MODA E MEDIANA - GRÁFICOS E TABELAS GABARITO

1. A 6. E

2. D 7. B

3. C 8. A

4. D 9. B

5. B 10. D

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – GEOMETRIA ESPACIAL - SEMELHANÇA DE SÓLIDOS - TRONCOS 1. (Enem 2013) Uma cozinheira, especialista em fazer bolos, utiliza uma forma no formato representado na figura:

Nela identifica-se a representação de duas figuras geométricas tridimensionais. Essas figuras são a) um tronco de cone e um cilindro. b) um cone e um cilindro. c) um tronco de pirâmide e um cilindro. d) dois troncos de cone. e) dois cilindros. 2. (Enem PPL 2012) Nas empresas em geral, são utilizados dois tipos de copos plásticos descartáveis, ambos com a forma de troncos de cones circulares retos: - copos pequenos, para a ingestão de café: raios das bases iguais a 2,4 cm e 1,8cm e altura igual a 3,6cm; - copos grandes, para a ingestão de água: raios das bases iguais a 3,6 cm e 2,4 cm e altura igual a 8,0cm. Uma dessas empresas resolve substituir os dois modelos de copos descartáveis, fornecendo para cada um de seus funcionários canecas com a forma de um cilindro circular reto de altura igual a 6 cm e raio da base de comprimento igual a y centímetros. Tais canecas serão usadas tanto para beber café como para beber água. Sabe-se que o volume de um tronco de cone circular reto, cujos raios das bases são respectivamente iguais a R e r e a altura é h, é dado pela expressão: Vtroncodecone 

πh 2 2 (R  r  Rr) 3

O raio y da base dessas canecas deve ser tal que y 2 seja, no mínimo, igual a a) 2,664 cm. b) 7,412 cm. c) 12,160 cm. d) 14,824 cm. e) 19,840cm. 3. (Ufrgs 2008) A areia contida em um cone fechado, de altura 18 cm, ocupa

7 da capacidade do cone. 8

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – GEOMETRIA ESPACIAL - SEMELHANÇA DE SÓLIDOS - TRONCOS

Voltando-se o vértice do cone para cima, conforme indica a figura, a altura h do tronco de cone ocupado pela areia, em centímetros, é a) 7. b) 8. c) 9. d) 10. e) 11. 4. (Insper 2016) No filme “Enrolados”, os estúdios Disney recriaram a torre onde vivia a famosa personagem dos contos de fadas Rapunzel (figura 1). Nesta recriação, podemos aproximar o sólido onde se apoiava a sua morada por um cilindro circular reto conectado a um tronco de cone, com as dimensões indicadas na figura 2, feita fora de escala.

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – GEOMETRIA ESPACIAL - SEMELHANÇA DE SÓLIDOS - TRONCOS

Para que o príncipe subisse até a torre, Rapunzel lançava suas longas tranças para baixo. Nesta operação, suponha que uma das extremidades da trança ficasse no ponto A e a outra no ponto C, onde se encontrava o rapaz. Considerando que a trança ficasse esticada e perfeitamente sobreposta à linha poligonal formada pelos segmentos AB e BC, destacada em linha grossa na figura 2, o comprimento da trança de Rapunzel, em metros, é igual a a) 35. b) 38. c) 40. d) 42. e) 45. 5. (Uerj 2011) Um sólido com a forma de um cone circular reto, constituído de material homogêneo, flutua em um líquido, conforme a ilustração abaixo.

Se todas as geratrizes desse sólido forem divididas ao meio pelo nível do líquido, a razão entre o volume submerso e o volume do sólido será igual a: 1 2 3 b) 4 5 c) 6 7 d) 8

a)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – GEOMETRIA ESPACIAL - SEMELHANÇA DE SÓLIDOS - TRONCOS 6. A figura abaixo representa um recipiente cônico com solução aquosa de hipoclorito de sódio a 27%. O nível desse líquido tem 12 cm de altura.

Para o preparo de um desinfetante, diluiu-se a solução inicial com água, até completar o recipiente, obtendo-se a solução aquosa do hipoclorito de sódio a 8%. Esse recipiente tem altura H, em centímetros, equivalente a a) 16 b) 18 c) 20 d) 22 7. A figura abaixo representa a planificação de um tronco de cone reto com a indicação das medidas dos raios das circunferências das bases e da geratriz. A medida da altura desse tronco de cone é

a) 13 cm b) 12 cm c) 11 cm d) 10 cm e) 9 cm 8. Considere um tronco de pirâmide regular, cujas bases são quadrados com lados medindo 4 cm e 1cm. Se o volume deste tronco é 35cm3 , então a altura da pirâmide que deu origem ao tronco é: a) 5cm b) c)

5 cm 3 20 cm 3

d) 20cm e) 30cm proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – GEOMETRIA ESPACIAL - SEMELHANÇA DE SÓLIDOS - TRONCOS 9. Considere um balde para colocação de gelo no formato de um tronco de cone circular reto apresentando as medidas indicadas na figura a seguir.

Considerando que esse balde esteja com 25% de sua capacidade ocupada com gelo derretido (água) e, consequentemente, com um volume de água igual a 0,097π litros, qual é o valor (em cm) do raio da base maior R? a) 8,5 b) 9 c) 8 d) 7,5 10. Um recipiente em forma de cone circular reto, com raio da base R e altura h, está completamente cheio com água e óleo. Sabe-se que a superfície de contato entre os líquidos está inicialmente na metade da altura do cone. O recipiente dispõe de uma torneira que permite escoar os líquidos de seu interior, conforme indicado na figura. Se essa torneira for aberta, exatamente até o instante em que toda água e nenhum óleo escoar, a altura do nível do óleo, medida a partir do vértice será

3

a)

7 h 2

3

7 h 3

b) 3

12 h 2

3

23 h 2

c) d)

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

MONITORIA – MATEMÁTICA – GEOMETRIA ESPACIAL - SEMELHANÇA DE SÓLIDOS - TRONCOS GABARITO

1. D 6. B

2. C 7. B

3. C 8. C

4. A 9. C

5. D 10. A

proenem.com.br Este conteúdo pertence ao PROENEM. Está vedada a cópia ou a reprodução não autorizada previamente e por escrito. Todos os direitos reservados.

View more...

Comments

Copyright © 2017 SLIDEX Inc.
SUPPORT SLIDEX